Filmes e séries

Han Solo amadureceu em novo "Star Wars", mas continua o mesmo, diz Ford

Do UOL, em São Paulo

11/11/2015 17h10

Intérprete de um dos personagens mais carismáticos da saga “Star Wars” e de todo o cinema, o ator Harrison Ford comentou, em entrevista à revista “Entertainment Weekly”, sobre o amadurecimento do cínico Han Solo no novo filme da saga, que estreia no dia 17 de dezembro.

Ao que tudo indica, o cético e contestador piloto da Millennium Falcon não é mais o mesmo, como atesta o último trailer divulgado pela Lucasfilm, no qual ele diz a Rey (Daisy Ridley) e Finn (John Boyega) que a “força” e toda a mitologia em torno dos cavalheiros Jedi é real, algo que antes fazia questão de ironizar.

Mas, segundo Ford, o personagem não será abandonado. “Ele não aspira a posição de Obi-Wan Kenobi, nem eu aspiro ser um Alec Guinness da nova geração. O desenvolvimento é consistente com o personagem, e há elementos emocionais que proporcionaram o amadurecimento", diz Harrison Ford.

Ainda de acordo com o ator, Solo ainda mantém várias de suas características clássicas, que o fizeram ganhar milhões de fãs no mundo. Além de manter a aáura de velho lobo solitário, ele continua tendo sérios problemas financeiros.

"Nós passamos muito mais tempo [no filme] mostrando seu fracasso em dominar habilidades básicas, como contabilidade", revelou o ator. "E sobre o comportamento, há ainda um monte de trapaça nele. Certas coisas não mudam.”

Na entrevista à “Entertainment Weekly”, que delimita as semelhanças entre as personalidades entre Solo e Ford, o ator preferiu não insinuar o que se passou com o piloto nas últimas três décadas, intervalo entre “Star Wars Episódio VI: O Retorno de Jedi e “Star Wars - O Despertar da Força”.

“Trinta e dois anos trazem novas camadas, experiência. Você pode elaborar toda uma conjectura sobre como ele está agora, mas eu acho que a resposta está no filme. É melhor deixar as respostas lá.”

Veja trailer no novo "Star Wars"

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
do UOL
Cinema
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
Chico Barney
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Roberto Sadovski

Roberto Sadovski

As 25 melhores histórias em quadrinhos da Liga da Justiça

Pincelar as melhores histórias da Liga da Justiça é um trabalho complexo. Não pela falta de qualidade, mas pelo contraste: muita coisa entre os primórdios da equipe e o final dos anos 80 tem mais valor por sua inegável importância histórica do que por seus predicados artísticos. O gibi da Liga, afinal, viveu por anos na sombra da animação Superamigos, e isso deixou o tom das histórias mais ingênuo e infantil até a reformulação pós-Crise nas Infinitas Terras. Mas garimpar todas as fases em décadas de aventuras trouxe boas surpresas e ótimas descobertas - além do perceber que, em boas, mãos, a Liga pode ser incrível! A leitura rendeu algumas conclusões. Primeiro, não há absolutamente nada errado em usar histórias de super-heróis para fazer humor! Segundo, o horrendo período dos Novos 52, que privilegiou forma, ignorou substância e fez um flashback sinistro dos primórdios da Image Comics nos anos 90 (urgh), não foi tão cruel com a Liga. Terceiro, pouca gente escreve e entende os herói tão bem quanto Grant Morrisson e Mark Waid. No mais, a Liga da Justiça, em usas diversas encarnações, ainda é aposta certeira quando o assunto é entretenimento - afinal, só uma equipe criativa muito canhestra poderia melar uma mistura de personagens e personalidades e superpoderes tão diversa e tão bacana! Acredite, se os super-heróis mais lendários do mundo sobreviveram a Extreme Justice, nada é capaz de derrotá-los!

Cinema
Colunas - Flavio Ricco
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
TV e Famosos
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Roberto Sadovski
Topo