PUBLICIDADE
Topo

Spike Lee e Jada Smith anunciam boicote ao Oscar por falta de diversidade

Spike Lee e Jada Pinkett Smith vão boicotar o Oscar 2016 por falta de indicados negros - Charles Sykes/AP/Valerie Macon/AFP
Spike Lee e Jada Pinkett Smith vão boicotar o Oscar 2016 por falta de indicados negros Imagem: Charles Sykes/AP/Valerie Macon/AFP

Do UOL, em São Paulo

18/01/2016 14h15

O diretor Spike Lee e a atriz Jada Pinkett Smith anunciaram que não vão à cerimônia do Oscar, no dia 28 de fevereiro, por causa da falta de atores negros entre os indicados 20 indicados nas categorias de atuação, fato que se repete pelo segundo ano consecutivo.

"Como pode em dois anos consecutivos todos os 20 indicados nas categorias de atuação serem brancos? E nem vamos falar das outras categorias. Nós não podemos atuar? Que p... é essa?", escreveu Lee. O diretor ainda salientou que faz isso sem desrespeitar o apresentador Chris Rock e a presidente da Academia  Cheryl Boone Isaacs, que são negros.

"Dr. [Martin Luther] King disse: 'Chega um momento em que você deve tomar uma posição que não é nem segura, política ou popular, mas deve tomá-la porque a consciência lhe diz que está certa", continuou Lee em seu post no Instagram. 

O cineasta também fez questão de enfatizar que o problema de exclusão racial em Hollywood vai muito além do Oscar e é fruto da exclusão de minorias nas posições de comando na indústria do cinema. "Na minha visão, os prêmios da Academia não são onde a 'verdadeira batalha' está. Ela está nas salas de executivos dos estúdios de Hollywood e das redes de TV aberta e paga. É lá que os 'guardiões' decidem o que é feito e o que é descartado", escreveu. "Pessoal, a verdade é que nós não estamos nessas salas e até que as minorias estejam, os indicados ao Oscar vão continuar totalmente brancos".

 

#OscarsSoWhite... Again. I Would Like To Thank President Cheryl Boone Isaacs And The Board Of Governors Of The Academy Of Motion Pictures Arts And Sciences For Awarding Me an Honorary Oscar This Past November. I Am Most Appreciative. However My Wife, Mrs. Tonya Lewis Lee And I Will Not Be Attending The Oscar Ceremony This Coming February. We Cannot Support It And Mean No Disrespect To My Friends, Host Chris Rock and Producer Reggie Hudlin, President Isaacs And The Academy. But, How Is It Possible For The 2nd Consecutive Year All 20 Contenders Under The Actor Category Are White? And Let's Not Even Get Into The Other Branches. 40 White Actors In 2 Years And No Flava At All. We Can't Act?! WTF!! It's No Coincidence I'm Writing This As We Celebrate The 30th Anniversary Of Dr. Martin Luther King Jr's Birthday. Dr. King Said "There Comes A Time When One Must Take A Position That Is Neither Safe, Nor Politic, Nor Popular But He Must Take It Because Conscience Tells Him It's Right". For Too Many Years When The Oscars Nominations Are Revealed, My Office Phone Rings Off The Hook With The Media Asking Me My Opinion About The Lack Of African-Americans And This Year Was No Different. For Once, (Maybe) I Would Like The Media To Ask All The White Nominees And Studio Heads How They Feel About Another All White Ballot. If Someone Has Addressed This And I Missed It Then I Stand Mistaken. As I See It, The Academy Awards Is Not Where The "Real" Battle Is. It's In The Executive Office Of The Hollywood Studios And TV And Cable Networks. This Is Where The Gate Keepers Decide What Gets Made And What Gets Jettisoned To "Turnaround" Or Scrap Heap. This Is What's Important. The Gate Keepers. Those With "The Green Light" Vote. As The Great Actor Leslie Odom Jr. Sings And Dances In The Game Changing Broadway Musical HAMILTON, "I WANNA BE IN THE ROOM WHERE IT HAPPENS". People, The Truth Is We Ain't In Those Rooms And Until Minorities Are, The Oscar Nominees Will Remain Lilly White. (Cont'd)

Uma foto publicada por Spike Lee (@officialspikelee) em

Jada usou o Facebook para anunciar o boicote. "Nós somos dignos e poderosos, não vamos esquecer isso", disse em vídeo. Seu marido, Will Smith, era cotado para ser indicado como melhor ator por "Um Homem Entre Gigantes", mas ficou de fora das nomeações.

Ela também que talvez seja a hora da comunidade negra investir em produções que os valorizem. "Talvez seja a hora de retiramos nossos recursos para colocá-los novamente em nossas comunidades, e fazer programas que nos reconheçam de maneira mais apropriada, que são tão boas quanto o chamado 'mainstream'".

Além de Smith, vários atores negros eram cotados para aparecer entre os indicados ao Oscar, por terem apresentados atuações fortes durante o ano, mas foram deixados de fora, entre eles Michael B. Jordan ("Creed: Nascido para Lutar"), Idris Elba ("Beasts of No Nation") e Samuel L. Jackson ("Os Oito Odiados").

Logo após as indicações, internautas retomaram nas redes sociais a campanha #OscarsSoWhite (#OscarMuitoBranco) com a hashtag #OscarsStillSoWhite (#OscarAindaMuitoBranco), que logo entrou nos assuntos mais comentados do Twitter.

A presidente da Academia disse estar desapontada logo após o anúncio dos indicados, na última quinta-feira (14). "Claro que eu estou desapontada, mas isso não vai tirar a grandeza dos filmes indicados. 2015 foi um grande ano para o cinema, em todos os sentidos", afirmou Isaacs, que disse que a Academia precisa "acelerar o processo" no que diz respeito ao aumento da diversidade do Oscar.