Topo

Filmes e séries

Jornalista e crítico de cinema José Carlos Avellar morre no Rio aos 79 anos

Divulgação
O jornalista José Carlos Avellar Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo*

18/03/2016 14h38

O jornalista e crítico de cinema José Carlos Avellar morreu nesta sexta (18), aos 79 anos, no Rio de Janeiro. Ele estava internado desde 9 de fevereiro no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) do Hospital São Lucas e, de acordo com a assessoria de imprensa da unidade, morreu em decorrência de complicações de um linfoma.

Avellar trabalhou mais de 20 anos como crítico de cinema no Jornal do Brasil e atuou como diretor da Cinemateca do Museu de Arte Moderna (MAM), diretor cultural da extinta estatal Embrafilme e diretor-presidente da RioFilme (empresa de cinema da prefeitura do Rio).

É autor dos livros "O Chão da Palavra", um ensaio sobre cinema e literatura no Brasil, e "A Ponte Clandestina", sobre cinema na América Latina.

Nos anos 1960 e 1970, trabalhou também como cineasta, dirigindo curta-metragens.

Desde 2008, ele atuava como consultor do Festival de Cinema de Berlim (Alemanha) e coordenador de Cinema do Instituto Moreira Salles.

"Avellar foi um grande crítico, um embaixador incansável do cinema brasileiro junto aos organizadores dos festivais internacionais e um colaborador precioso do IMS. Mas para mim, ele será sempre a pessoa que, à frente da Rio Filme, deu a Coutinho a oportunidade de retomar a carreira", escreveu em nota o documentarista João Moreira Salles.

"Sem Avellar não teríamos 'Santo Forte,' e, sem ele, Coutinho não teria realizado todos os filmes da segunda fase da vida dele. O que significa dizer que Avellar é responsável direto por uma das obras mais luminosas do cinema brasileiro. Para quem dedicou a vida a ajudar o nosso cinema, é difícil pensar num legado mais precioso", divulgou o cineasta Walter Salles.

*com informações da Agência Brasil