Topo

Filmes e séries


Morre Guy Hamilton, diretor de filmes-chave da série James Bond

Cine Text/Sportsphoto Ltd./Allstar
Guy Hamilton em 1968. Diretor foi responsável pela estética dos filmes de James Bond nos anos 1960 e 1970 Imagem: Cine Text/Sportsphoto Ltd./Allstar

Do UOL, em São Paulo

21/04/2016 10h29

O cineasta britânico Guy Hamilton, conhecido por seu trabalho na franquia 007, morreu aos 93 anos de idade. O diretor foi responsável pela estética da franquia nos anos 1960 e 1970, trabalhando em filmes considerados chaves na saga de James Bond.

Com Sean Connery no papel principal, dirigiu “007 Contra Goldfinger” (1964) e “Diamantes São Eternos” (1971).

Hamilton também dirigiu Roger Moore na pele do espião, em “Com 007 Viva e Deixe Morrer” (1973) e “007 Contra O Homem da Pistola de Ouro” (1974). “Incrivelmente triste”, Moore homenageou Hamilton no Twitter. “Ele foi para a grande sala de edição do céu.”

O cineasta também ficou conhecido por aventuras de guerra, como a grande produção de 1969, “A Batalha da Grã-Bretanha”, com Michael Caine, e adaptações de romances policiais de Agatha Christie nos cinemas, como “A Maldição do Espelho” (1980) e “Assassinato num Dia de Sol” (1982).

Hamilton começou sua carreira como assistente de direção em três filmes de Carol Reed, entre eles, “O Terceiro Homem” (1949), onde atuou, em algumas cenas, ao lado de Orson Welles.

O diretor chegou a ser cotado para filmar “Superman - O Filme” em 1978 e  “Batman”, em 1989, mas foi preterido da função, que ficou nas mãos de Richard Donner e Tim Burton, respectivamente.