PUBLICIDADE
Topo

"Procurando Dory" bate recorde de estreia para filme de animação

Do UOL, em São Paulo

19/06/2016 12h28

O filme da Disney/Pixar “Procurando Dory” bateu o recorde de melhor estreia de todos os tempos para uma animação. A produção, que estreou na sexta-feira (17) nos Estados Unidos e Canadá, alcançou US$ 136,2 milhões de bilheteria. No Brasil, o filme chega aos cinemas no dia 30 de junho.

A sequência de “Procurando Nemo” (2003) conseguiu bater “Shrek 3” (2007), que detinha até então o recorde de melhor estreia no fim de semana para um filme de animação, com US$ 121,6 milhões. O filme já é considerado um retorno à boa forma do estúdio por trás de "Toy Story" e "Os Incríveis", que sofreu seu primeiro fracasso de bilheteria no ano passado, com "O Bom Dinossauro".

A animação conta a história da peixinha azul Dory, que tem perda de memória recente. Depois dos acontecimentos no filme “Procurando Nemo”, ela passa a viver nos recifes junto com Nemo e o pai Marlin. Porém, de repente, Dory se lembra que tem uma família e sai em busca de respostas.

Antes de estrear, o filme gerou polêmica desde que fãs identificaram um suposto casal de lésbicas em um dos trailers divulgados pela Pixar. Em uma das cenas, duas mulheres aparecem caminhando com um carrinho de bebê. Em uma entrevista em Los Angeles, o diretor Andrew Stanton e a produtora Lindsey Collins responderam à reportagem do UOL sobre a polêmica cena. "Não sabemos se elas são. Não perguntamos para elas, assim como não perguntamos para as pessoas sobre sua sexualidade", disse Lindsey, rindo.