Mais informação com menos tempo de leitura
Topo

Filmes e séries


"Caça-Fantasmas" é banido na China por "promover cultos e superstições"

Do UOL, em São Paulo

13/07/2016 15h43

Segundo maior mercado de cinema do mundo, a China não vai exibir o novo "Caça-Fantasmas". O motivo do veto: o governo comunista proíbe filmes que promovam "cultos e superstições". A informação é do site da revista "The Hollywood Reporter".

Segundo a publicação, o país tem usado essa "regra obscura" para banir filmes com fantasmas ou seres sobrenaturais, mesmo quando eles aparecem de forma não muito realista, como no caso do longa "Piratas do Caribe: O Baú da Morte" (2006), proibido por mostrar cenas com almas penadas e canibalismo.

A expectativa sobre o lançamento de "Caça-Fantasmas" na China havia crescido no início do ano, quando a palavra "fantasma" fora removida do título do filme em mandarim, mesmo aparecendo no nome das versões anteriores da história.

Ainda de acordo com o "THR", fontes de Hollywood, no entanto, afirmam que o longa não foi submetido oficialmente à aprovação da censura chinesa. Procurada pela publicação, a Sony preferiu não se pronunciar sobre o caso.

"Foi confirmado que o filme não virá para a China, porque eles acham que não é algo atraente para o público chinês", disse ao "The Hollywood Reporter" uma fonte da China Film Co, empresa estatal de cinema do país.

"A maioria do público chinês não viu o primeiro e segundo filme. Então, eles não acham que não há muito mercado para ele aqui", acrescentou.

Devido ao crescimento gradual da economia, o mercado chinês tem se tornada a "menina dos olhos" de Hollywood. No primeiro semestre deste ano, longas como "Zootopia", "Warcraft" e "Capitão América: Guerra Civil" faturaram alto em bilheteria: US$ 235,5 milhões, US$ 221 milhões e US$ 190.4 milhões, respectivamente.

Mais Filmes e séries