Topo

Filmes e séries


Brasileiro é finalista na categoria de curta de animação no Oscar 2017

Divulgação/Disney
O brasileiro Leo Matsuda, diretor do curta "Trabalho Interno", da Disney Imagem: Divulgação/Disney

Do UOL, em São Paulo

2016-11-23T16:56:31

23/11/2016 16h56

O paulista Leo Matsuda está entre os dez finalistas do Oscar de melhor curta-metragem de animação, com “Trabalho Interno”, produzido pela Disney. O curta acompanhará o longa "Moana" nos cinemas, com estreia no Brasil prevista para 5 de janeiro de 2017.

Dos dez finalistas, cinco serão selecionados para receber uma indicação ao Oscar. A lista final só será anunciada em 24 de janeiro. Os vencedores da estatueta dourada em todas as categorias serão conhecidos em 26 de fevereiro, em cerimônia no Dolby Theater, em Los Angeles.

Considerando os resultados do passado, Matsuda tem boas chances, já que a Disney (incluindo aí a Pixar, que pertence ao estúdio) foi indicada nos últimos seis anos e venceu duas vezes nesse período.

No total, as duas companhias somam 61 indicações --49 para a Disney e 12 para a Pixar. Criadora das franquias "Toy Story" e "Procurando Nemo", a Pixar também está na lista dos postulantes ao Oscar, com "Piper: Descobrindo o Mundo".

“Trabalho Interno” narra a história de Paul, um burocrata de vida extremamente maçante. Seus pulmões, coração, cérebro e bexiga são as estrelas do curta. Em vez de animaizinhos humanizados, como é praxe, o filme dá vida ao que pulsa dentro do corpo humano.

"[“Trabalho Interno”] É especial para mim porque reflete diretamente um tema da minha vida com o qual muitas pessoas se identificam imediatamente: a batalha constante entre nossos corações e nossos cérebros", disse Matsuda em entrevista ao UOL em outubro.

Leo Matsuda, que tem 34 anos e vive há oito anos em Los Angeles, é o primeiro brasileiro a dirigir um curta da maior fábrica de filmes do planeta.

Divulgação
Imagem do curta de animação "Cabeça ou Coração", de Leo Matsuda Imagem: Divulgação

Conheça a lista de finalistas:

“Blind Vaysha”, de Theodore Ushev (National Film Board of Canada)

“Borrowed Time”, de Andrew Coats e Lou Hamou-Lhadj (Quorum Films)

“Happy End”, de Jan Saska (Film and TV School of the Academy of Performing Arts in Prague)

“The Head Vanishes”, de Franck Dion (Papy3D Productions, National Film Board of Canada e ARTE France Cinema Department)

“Once upon a Line”, de Alicja Jasina (University of Southern California)

“Pear Cider and Cigarettes”, de Robert Valley (Massive Swerve Studios and Passion Pictures Animation)

“Pearl”, de Patrick Osborne (Google Spotlight Stories/Evil Eye Pictures)

“Piper: Descobrindo o Mundo”, de Alan Barillaro (Pixar Animation Studios)

“Sous Tes Doigts (Under Your Fingers)”, de Marie-Christine Courtès (Vivement Lundi! and Novanima)

“Trabalho Interno”, de Leo Matsuda (Walt Disney Animation Studios)