Filmes e séries

Da favela na Índia ao tapete vermelho: A trajetória do ator mirim de "Lion"

Alberto E. Rodriguez/Getty Images/AFP
Sunny Pawar em um momento de descontração com Nicole Kidman e Dev Patel Imagem: Alberto E. Rodriguez/Getty Images/AFP

Do UOL, em São Paulo

16/02/2017 04h00

Era um dia comum de escola quando Sunny Pawar ganhou a chance de mudar de vida. O menino, então com 5 anos e morador de uma das muitas favelas de Mumbai, na Índia, foi um dos escolhidos para uma audição após a visita de uma produtora à escola dele. Hoje, três anos depois, ele desfila pelos tapetes vermelhos de Hollywood para divulgar "Lion", seu filme de estreia e um dos fortes concorrentes ao Oscar deste ano.

"Nem sabia que era para um papel atuar em um filme. Apenas me diverti no teste. Depois fiquei entre os cem escolhidos", lembra o pequeno ator em entrevista ao site uInterview. Sunny concorreu com 4.000 garotos e se destacou por ter uma postura independente e charmosa, segundo o diretor do filme, Garth Davis, que se tornou grande amigo do menino. 

A realidade de Sunny Pawar, que nunca tinha saído do local onde nasceu, também contou para a seleção. Baseado em uma história real, "Lion: Uma Jornada Para Casa" conta a história de Saroo, um menino pobre que se perde da família depois de pegar no sono dentro de um trem e ir parar em Calcutá. Levado para um orfanato, ele acaba adotado por um casal de australianos.

"Saroo veio de uma família muito pobre e acabou vivendo na rua, então eu precisava de alguém que tivesse essa vivência das ruas e instinto", explicou o diretor, que disse ter sentido empatia por Sunny assim que o viu.

Barreiras

Sem dominar o inglês, o ator estreante criou laços com seus colegas, como a atriz Nicole Kidman, jogando partidas de críquete, esporte muito popular na Índia e também bastante apreciado na Austrália, onde foi gravado parte do filme. Algumas das cenas de entrosamento do elenco até foram aproveitadas para o filme.

Aos 8 anos, Sunny ainda está aprendendo a nova língua e não domina o inglês. Nas entrevistas e nos tapetes vermelhos que participa ele está quase sempre acompanhado de um tradutor, apesar de arriscar algumas palavras, como "thank you" (obrigado).

Em entrevista ao jornal britânico The Sun, a mãe de Sunny conta que o menino cresceu assistindo aos filmes de Bollywood - maior indústria de cinema indiana - e sonhando com uma chance de atuar ou ao menos aparecer na TV. 

Aos 27 anos e mãe de mais dois filhos, Vasu Dilip Pawar conta que sempre alertava seu primogênito sobre a dificuldade de pessoas com a realidade deles conseguirem um papel na indústria do cinema. 

Rich Polk/Getty Images
Sunny Pawar atende pedido de selfie de fã Imagem: Rich Polk/Getty Images

"A vida dele fora de casa só envolvia a escola e aulas, nada mais. Mas o que ele viveu agora, é como as coisas que as pessoas como nós só vivem nos sonhos. Hoje eu realmente acredito que milagres acontecem", conta Vasu Dilip Pawar.

Mas mesmo com o sucesso do filme desde que começou a ser exibido em festivais, em setembro do ano passado, Sunny Pawar sentiu na pele o preconceito antes de brilhar na temporada de premiações nos Estados Unidos. O menino e o seu pai, Dilip Pawar, tiveram o visto negado. Foi preciso que o estúdio e os representantes acionassem o governo para que ele pudesse entrar no país.

Depois de brilhar no palco do Globo de Ouro em janeiro, onde apresentou "Lion" ao lado do outro protagonista, Dev Patel (que faz Saroo adulto no filme), o menino já chamou a atenção em várias outras premiações. Ele coleciona cliques ao lado de estrelas de Hollywood, apesar de ter poucas referências de cinema norte-americano. 

"Lion: Uma Jornada Para Casa" estreia no Brasil nesta quinta-feira (16). E Sunny Pawar já acumula mais um filme no currículo, o ainda inédito "Love Sonia". O drama conta a história de uma garota vítima do tráfico humano internacional. Atuando ao lado de estrelas como a atriz indiana Freida Pinto e a americana Demi Moore, Sunny prova que ainda é capaz de ir muito além.

Assista ao trailer de "Lion"

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Reuters
Reuters
Cinema
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
AFP
AFP
EFE
Roberto Sadovski
AFP
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
do UOL
do UOL
Cinema
Reuters
EFE
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
AFP
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
Cinema
Roberto Sadovski
AFP
Topo