Topo

Filmes e séries

Netflix se compromete a terminar e lançar obra inacabada de Orson Welles

Divulgação
Orson Welles acompanha gravação do filme "The Other Side of the Wind" Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

14/03/2017 20h21

Um dos filmes mais falados do cinema, "The Other Side of the Wind", de Orson Welles, foi gravado na década de 1970 em meio a problemas financeiros e de bastidores, nunca sendo viabilizado para os fãs e deixado por décadas após a morte do cineasta, em 1985.

A Netflix decidiu mudar essa história e confirmou que está comprometida a levar a película para o grande público. As informações são do "New York Times".

Os produtores Frank Marshall, Filip Jan Rymsza e o ator Peter Bogdanovich, que atuou no filme, asseguraram em 2014 os direitos de mais de 1000 rolos de filmagens estocados em um armazém, na França.

O trio esperava que a partir de um crowndfunding conseguisse arrecadar 2 milhões de dólares para a edição, trilha sonora e a pós-produção. Mas levantaram apenas 406 mil dólares.

Nos últimos anos, os produtores estreitaram relações com o Netflix e apesar de reverem algumas decisões do contrato de 2014, veem a negociação como ponto positivo. "Para darmos um passo adiante, nós tivemos que dar um passo para trás", disse Rymsza ao jornal.

Divulgação
O cineasta Orson Welles Imagem: Divulgação

Com o Netflix na jogada, as gravações foram transportadas para Los Angeles (EUA), onde Marshall e Bogdanovich vão supervisionar a edição do longa a partir de anotações do próprio Orson Welles. 

"Esse é um trabalho de amor e um presente para o legado de um dos maiores diretores da história", anunciou Ted Sarandos, diretor de conteúdo principal da gigante do streaming.

The Other Side of the Wind

A obra inacabada de Welles foi gravada entre 1970 e 1976 e apresenta uma sátira sobre o mundo de Hollywood.

O filme foi pensado como um "mockumentary", um documentário falso que insere um filme dentro do filme. Gravado em preto e branco, a película passou 40 anos por problemas logísticos para chegar às telonas.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!