Filmes e séries

Trabalho dobrado e roupa de lycra: como Dan Stevens virou a temida Fera?

Divulgação
Dan Stevens surge irreconhecível como a Fera em imagem do filme que estreia no dia 16 Imagem: Divulgação

Eduardo Graça

Colaboração para o UOL, em Nova York (EUA)*

14/03/2017 16h51

O ator Dan Stevens não teve vida fácil nos bastidores de “A Bela e a Fera”. O intérprete do monstruoso personagem foi obrigado a filmar todas as passagens do longa duas vezes: uma para gravar os movimentos corporais e a outra para capturar suas feições.

“Eles me apresentaram a uma roupa com um enchimento e por baixo uma lycra bem apertada, para dar a sensação da Fera ser musculosa e gigantesca. Tinha, inclusive, um sistema de ventilação inspirado em corredores de Fórmula 1, especialmente acoplado em meu traje, bem na minha bunda, para aguentar o calor”, contou Dan, ao UOL.

Reprodução/Facebook
Dan Stevens enquanto príncipe Adam no novo "A Bela e a Fera" Imagem: Reprodução/Facebook

Inexperiente nos efeitos especiais, Dan pediu conselhos para os atores Andy Serkis, famoso por dar vida ao Gollum em “O Senhor dos Anéis”, e Mark Ruffalo, que também passou por maus bocados ao interpretar o musculoso Hulk.

O diretor Bill Condon e a equipe técnica ainda sugeriram que Dan usasse pernas de pau para tentar recriar a grandeza da Fera. “Era como se estivesse fazendo algo como um trabalho de fantoches, só que o boneco era eu mesmo”, brincou.

E, para complicar ainda mais, ainda havia as cenas de ação e dança, que exigiram esforço e coordenação extra no trabalho com Emma Watson, que interpreta a Bela.

"Pode até parecer exagerado mas havia uma preocupação real, durante as filmagens, de a gente não desmaiar entra uma cena e outra. Imagina o Dan ter de fazer tudo em pernas de pau durante 12 horas a fio, cena após cena!", relembra a atriz.

Dan revela que, além de Condon e das conversas com Serkis e Ruffalo, recebeu a ajuda de Emma para entender de fato como aquele universo seria recriado. Ele tinha, afinal, a seu lado, a Hermione da franquia “Harry Potter”.

"Ela é, inegavelmente, uma especialista em trabalhar com pontos verdes no rosto, imaginando um mundo que, de fato, não está ali, e, no entanto, precisa parecer real para o filme funcionar. Emma tem algo como um doutorado em efeitos especiais. Enquanto eu achava a recriação daquele universo com a tecnologia atual algo realmente espantoso, para ela tudo parecia ser absolutamente normal", diz Dan.

Após exaustivas gravações, chegou o momento de entrar em uma cabine UV com 27 câmeras apontadas diretamente para seu rosto. “As minhas expressões faciais eram capturadas pela câmera separadamente e, no computador, mescladas com meus movimentos”. E assim nasceu uma Fera.

O filme “A Bela e a Fera” estreia nos cinemas brasileiros nesta quinta-feira (16).

* Colaborou Rodolfo Vicentini, do UOL, em São Paulo

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

UOL Cinema - Imagens
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
TV e Famosos
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Roberto Sadovski
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Cinema
Roberto Sadovski
Cinema
Colunas - Flavio Ricco
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo