Topo

Filmes e séries

Emma Watson entrará na Justiça após ter fotos íntimas vazadas na web

Reprodução/Vanity Fair
Emma Watson posa sem sutiã para a "Vanity Fair" Imagem: Reprodução/Vanity Fair

Do UOL, em São Paulo*

15/03/2017 16h47

A atriz Emma Watson vai entrar na Justiça após ter várias fotos íntimas hackeadas e disponibilizadas ilegalmente na internet, publicou nesta quarta (15) a revista "Variety". O caso teria acontecido entre 2014 e 2015. Segundo um comunicado divulgado por um porta-voz da atriz, que atualmente estrela "A Bela e A Fera", não se tratam de "nudes", mas de fotos de Emma tirando medidas para uma roupa.

"Fotos de Emma com um estilista foram roubadas há alguns anos", disse o porta-voz. "Advogados já foram acionados e nós não vamos comentar mais sobre o assunto."

Uma das imagens divulgadas na época atribuía a identidade da atriz a uma mulher nua com o rosto borrado, mas Emma nega a veracidade do registro. Na mesma leva, as atrizes Amanda Seyfried e Jillian Murray também tiveram supostas fotos divulgadas.

A Hermione de "Harry Potter" chegou a ser ameaçada em 2014 pelo site 4Chan, que publica imagens pornográficas, de ter imagens íntimas divulgadas após proferir um discurso sobre igualdade de gênero, mas elas nunca foram reveladas.

"Sabia que era mentira, sabia que as fotos não existiam. Assim que comecei a falar sobre os direitos da mulher, recebi ameaças", disse ela em um evento do Facebook um ano depois.

O incidente segue outra polêmica envolvendo fotos e Emma Watson, após a atriz mostrar parcialmente os seis na capa da edição de março da revista "Vanity Fair". Internautas criticaram a atriz por, supostamente, manchar assim sua imagem de feminista e embaixadora da ONU Mulheres.

Em resposta, atriz afirmou à rede "BBC" que "o feminismo significa dar às mulheres poder para decidir, não é um bastão para bater em outras mulheres".

*Com informações das agências de notícia internacionais

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!