Topo

Filmes e séries


Em nova série, ex-X-Men diz ser "relaxante" viver mulheres complicadas

Famke Janssen vive empresária poderosa e complicada em "The Blacklist: Redemption" - Divulgação/AXN
Famke Janssen vive empresária poderosa e complicada em "The Blacklist: Redemption"
Imagem: Divulgação/AXN

Natália Guaratto

Do UOL, em São Paulo

12/04/2017 04h00

Aos 52 anos, a atriz holandesa Famke Janssen, que viveu a primeira Jean Grey dos X-Men no cinema, está novamente no papel de uma mulher poderosa, complicada e fatal em "The Blacklist: Redemption", que estreia nesta quinta-feira (13), às 22h, pelo canal AXN.

Na série, um spin-off de "The Blacklist", Janssen vive Susan "Scottie" Hargrave, dona de uma organização mercenária que investiga crimes nos quais o governo prefere não se envolver. "Ela definitivamente é uma mulher complicada, mas eu amo mulheres complicadas, especialmente para interpretá-las no cinema ou na TV. É relaxante", explica a atriz em conversa por telefone com jornalistas da América Latina.

"The Blacklist: Redemption" estreia no Brasil nesta quinta-feira (13), às 22h, no AXN  - Divulgação/AXN
"The Blacklist: Redemption" estreia no Brasil nesta quinta-feira (13), às 22h, no AXN
Imagem: Divulgação/AXN

Na história, a vida de Scottie muda completamente quando o agente secreto Tom Keene (Ryan Eggold) entra para a empresa e começa a desconfiar que ela pode ser sua mãe biológica. "Imagine como você se sentiria se tivesse passado sua vida toda acreditando que seu filho estava desaparecido e, de repente, ele reaparecesse trabalhando na sua empresa, a mando do seu marido, que você pensou que estava morto?", questiona, adiantando que muitas reviravoltas decorrentes do passado da família de sua personagem vão acontecer.

Em sua primeira protagonista na TV, Janssen admite que há uma grande pressão em trabalhar em um spin-off de uma série de sucesso. "'The Blacklist' está aí há quatro anos e está indo muito bem. E tem o James Spader e outras pessoas carregando-a nos ombros. Isso adiciona pressão porque estamos começando agora. Temos que conquistar a audiência de 'The Blacklist' e encontrar a nossa própria, afinal é uma série que fala por si só", diz.

"Devemos celebrar"

Famke Janssem como Jean Grey em "X-Men" e Xenia Onatopp em "007 Contra GoldenEye" - Divulgação
Famke Janssem como Jean Grey em "X-Men" e Xenia Onatopp em "007 Contra GoldenEye"
Imagem: Divulgação

Apesar de reconhecer o desafio, Janssen está confiante e considera a escalação para o papel uma vitória. "Acho que toda vez que vemos uma boa personagem feminina na TV, no teatro ou no cinema devemos celebrar", afirma a atriz, conhecida por interpretar mulheres fortes e perigosas.

Além de Jean Grey, uma das mutantes mais poderosas do universo dos "X-Men", ela também foi a vilã Xenia Onatopp em "007 Contra Golden Eye". Recentemente, Janssen interpretou Eve em "How To Get Away With Murder". Na série, ela não só era uma advogada muito competente como também tinha um passado amoroso com Annelise (Viola Davis).

A regularidade com que a atriz consegue papéis bons, no entanto, não impede que ela critique a indústria. No ano passado, Janssen afirmou ter sofrido ageísmo, preconceito por envelhecer, depois de não ter sido escalada para voltar a viver Jean Grey em novos filmes dos "X-Men", como aconteceu com os personagens Magneto e Professor Xavier.

"Acho que, como mulheres, as maiores mudanças que vamos promover é quando tivermos mais presença feminina atrás das câmeras, assim como mais roteiristas, diretoras e produtoras. Isso é algo pelo qual eu vou continuar lutando", diz.

Trailer dublado de "The Blacklist: Redemption"

UOL Entretenimento

Filmes e séries