Topo

Filmes e séries

Sony censura "Blade Runner 2049" na Turquia e revolta críticos locais

Reprodução
Cena de "Blade Runner 2049" (2017), de Denis Villeneuve Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

12/10/2017 19h05

A Sony Pictures distribuiu uma versão censurada de "Blade Runner 2049" na Turquia. O crítico Burak Göral notou que algumas cenas do trailer não estão na produção vista nos cinemas do país. Em determinado momento, quando Ryan Gosling e Sylvia Hoeks andam em uma sala repleta de replicantes nus, a cena foi cortada para que os corpos não aparecessem.

O estúdio confirmou que removeu todas as cenas que continham nudez no longa e respondeu ao crítico turco: "Em alguns territórios, [o estúdio] forneceu versões levemente editadas do filme para serem respeitosas à cultura local".

A ação da Sony não agradou à comunidade cinematográfica do país.

A Associação de Críticos de Filmes da Turquia (SIYAD) enviou uma carta aberta para a empresa notificando que as edições "são um insulto para os cineastas turcos". "Se ver como uma autoridade para decidir o que é apropriado e o que não é apropriado para uma 'cultura local' e colocar seu ponto de vista sobre essa 'cultura' é uma das grandes demonstrações de desrespeito para tal 'cultura'".

A SIYAD integra o FIPRIESCI (Federação Internacional de Críticos Cinematográficos) e exigiu que a Sony "apresente uma retificação da situação o mais rápido possível, assim como não repetir situações similares, o que suspeitamos que pode ter acontecido no passado assim como [poderá acontecer] no futuro".

 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!