PUBLICIDADE
Topo

Polícia investiga denúncia de estupro durante produção de filme em Sorocaba

Ator Thogun Teixeira, de 47 anos, é acusado por duas mulheres - Reprodução/Facebook
Ator Thogun Teixeira, de 47 anos, é acusado por duas mulheres Imagem: Reprodução/Facebook

Maurício Dehò

Do UOL, em São Paulo

29/11/2017 11h37

A polícia de Sorocaba (SP) investiga uma acusação de estupro durante um intervalo de gravação do longa-metragem “A Volta”, que teve parte de sua produção realizada na cidade paulista. O ator Thogun Teixeira, de 47 anos, é acusado por uma camareira de estupro e por uma assistente de figurino de tentativa de abuso sexual.

A delegada titular da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) em Sorocaba, Ana Luiza Salomone, informou ao UOL que um boletim de ocorrência foi registrado no domingo, em outra delegacia, e que as duas mulheres procuraram a delegacia da mulher para fazer uma representação contra o ator na terça-feira.

Os casos teriam ocorrido em um quarto de hotel de Sorocaba, e a delegada confirmou que constam entre as denúncias que ele teria invadido o quarto. “Para mim, o que importa é o fato, em si, e tudo vai ser apurado. As vítimas fizeram boletim de ocorrência no domingo, em uma delegacia de plantão, e mais tarde procuraram a delegacia da mulher e representaram contra ele, resultando na instauração de inquérito policial”.

Procurado pelo UOL, Thogun Teixeira negou as acusações de estupro e afirmou que houve sexo consensual com uma das mulheres, mas afirmou que foi aconselhado por seus advogados a não se pronunciar mais longamente sobre o caso.

“Fui orientado pelo meu advogado e minha assessoria e empresária para não responder mais nada a respeito disso. Providências jurídicas sérias estão sendo tomadas quanto a isso, porque a maior parte lesada sou eu e minha família; tenho um filho de 3 meses, mulher, e quero que a verdade apareça”, afirmou ele, que prestou depoimento em Sorocaba sobre o caso.

O filme “A Volta” reúne atores como Tuca Andrada, Guilhermina Guinle e André Ramiro e tem estreia prevista para 2018. Feito pela Guaraná Filmes, ele tem roteiro e direção de Ronaldo Uzeda, e retrata a história de George (Tuca Andrada), que se torna justiceiro depois que sua mulher Bruna (Guilhermina Guinle) é assassinada e sua neta é sequestrada.