Comic Con Experience

CCXP: Alice Braga defende salários iguais para atores e atrizes no cinema

Felipe Branco Cruz/UOL
Alice Braga fala sobre a carreira em painel na CCXP 2017 Imagem: Felipe Branco Cruz/UOL

Felipe Branco Cruz

Do UOL, em São Paulo

07/12/2017 18h15

A carreira da atriz Alice Braga foi revista em um painel no auditório Unlock, nesta quinta-feira (7), durante a CCXP 2017 (Comic Con Experience), em São Paulo. No bate-papo, mediado pela apresentadora Laura Vicente, a atriz só não falou sobre seu papel no filme "X-Men: Novos Mutantes", que terá um painel exclusivo no sábado (9), no auditório Cinemark da feira.

Na plateia, a principal dúvida dos fãs foi sobre a dificuldade do cinema nacional em se firmar no Brasil e a diferença de salários em Hollywood entre homens e mulheres. "Acho que é importante, urgente e necessária essa discussão [dos salários]. Nós, mulheres, somos maioria. Por que homem tem que ganhar mais? Temos que disseminar a cultura de que ganha mais quem tem qualidade, independentemente do sexo", afirmou.

Veja mais

Já sobre o cinema nacional, a atriz disse que o maior problema é a distribuição. "Todos os gêneros, comédia, ficção, drama, dos filmes brasileiros são necessários. Mas quando temos um problema de distribuição, fica difícil concorrer com uma 'Mulher-Maravilha'. Temos que manter a nossa indústria viva porque qualidade nós temos".

Alice Braga lembrou que veio de uma família de artistas. Sônia Braga, uma das atrizes mais famosas do Brasil no exterior, é sua tia. "Cresci em set de filmagem vendo os dois lados da produção. Na minha carreira eu já fiz de tudo: cinema, publicidade, séries de TV. Sou atriz e a minha paixão é interpretar", disse. "Dizem no Brasil que eu sou uma atriz internacional. Não. Eu sou uma atriz. E lá fora, me dizem que eu sou uma atriz latina. Também não. Continuo sendo só atriz".

O trabalho como atriz também foi bastante abordado por Alice. "Eu sempre entro no set de coração aberto para ouvir o diretor e saber como ele vê o personagem e como entende o roteiro. Eu nunca julgo o personagem. Tento entendê-lo", explicou.

Alice aproveitou para falar sobre a série de TV "A Rainha do Sul", exibido nos Estados Unidos pelo canal por assinatura USA Network. No enredo, a atriz interpreta uma chefona do tráfico de drogas nos Estados Unidos.

"Interpretar um personagem em uma série de TV é um trabalho em andamento. Não tem começo, meio e fim igual ao cinema. Então, eu criei uma espinha dorsal para a personagem e já sei como ela responde a cada situação, já que a cada temporada eu volto a interpretá-la".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Da Redação
UOL Entretenimento - Imagens
Da Redação
Da Redação
Da Redação
TV e Famosos
UOL Entretenimento
do UOL
Da Redação
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
Da Redação
do UOL
Da Redação
UOL Entretenimento
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Da Redação
do UOL
do UOL
Da Redação
UOL Entretenimento
Da Redação
TV e Famosos
do UOL
UOL Entretenimento - Imagens
Da Redação
do UOL
Da Redação
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
Da Redação
do UOL
Da Redação
do UOL
do UOL
Da Redação
do UOL
Da Redação
do UOL
do UOL
Topo