PUBLICIDADE
Topo

Precisávamos de uma nova Lara, diz Alicia Vikander, estrela de Tomb Raider

Alicia Vikander surge como Lara Croft em nova foto de "Tomb Raider" - Reprodução/Empire
Alicia Vikander surge como Lara Croft em nova foto de "Tomb Raider" Imagem: Reprodução/Empire

Natalia Engler

Do UOL, em São Paulo

10/12/2017 15h55

Quem assistiu ao trailer de "Tomb Raider -  A Origem" já percebeu: estamos diante de uma nova Lara Croft, bem diferente do game original e dos filmes estrelados por Angelina Jolie. Nada de seios avantajados, miniblusa e mini-shorts: Lara agora se parece mais com uma garota normal, cujo traje de aventura obviamente inclui calça comprida e uma blusa confortável.

Para a estrela do filme, Alicia Vikander, que veio apresentar o longa neste domingo (10) na CCXP 2017 (Comic Con Experience), que acontece na São Paulo Expo, já era hora dessa mudança, e a versão do game de 2013 conseguiu fazer isso. "Lara Croft está com a gente há muito tempo, mas era preciso um reboot, porque o mundo mudou, e precisávamos de alguém mais completo, com quem tanto meninos quanto meninas pudessem se identificar", disse a atriz, ao ser questionada sobre o fato de que a personagem originalmente fora criada para agradar ao olhar masculino.

Para ela, todos vão conseguir se ver um pouco nessa história de uma jovem que ainda está procurando seu lugar no mundo, que ainda não viveu as grandes aventuras que conhecemos na versão anterior. 

"Nas últimas duas semanas, passei muito tempo viajando e aproveitei para rever filmes clássicos que gosto muito. E fiquei surpresa de perceber que nos anos 1980 e 1990 a visão que o cinema tinha da sexualidade feminina era muito diferente. As coisas evoluíram muito. E no meio de tudo que está acontecendo, ainda vemos que as histórias das mulheres não são muito contadas, e é importante que sejam", continuou ela, talvez se referindo às inúmeras denúncias de assédio e abuso sexual em Hollywood que tomaram as manchetes nos últimos meses, em uma onda sem precedentes de mulheres contando suas experiências.

Em sua primeira participação em uma grande convenção de cultura pop, Vikander disse que estava sentindo "um gostinho do que é ser uma superstar". A atriz de 29 anos contou também que jogava "Tomb Raider" na infância, quando tinha uns 10 anos, "na casa de um amigo, porque não tínhamos videogame em casa. Mas fiquei muito animada de ver esse jogo que tinha uma heroína forte, porque eu adorava filmes de aventura como 'Indiana Jones' e 'A Múmia'".

Em “Tomb Raider - A Origem”, Vikander assume o papel que já foi de Angelina Jolie, inspirado nos games protagonizados por Lara Croft. Na nova versão, Lara é mais jovem, uma garota normal, filha de um milionário desaparecido, que embarca em uma aventura para tentar descobrir o que aconteceu com ele.

O longa estreia em 15 de março de 2018.

Alicia Vikander conta como se preparou para "Tomb Raider"

UOL Entretenimento

Outros lançamentos

A apresentação da Warner também trouxe vídeos mostrando um pouco de outros lançamentos que o estúdio tem para os próximos anos, como o filme-catástrofe "Rampage - Destruição Total", que traz Dwayne Johnson salvando Chicago de animais gigantes que sofreram mutações genéticas; a animação "Pé Pequeno", que conta a história do ponto de vista de uma comunidade de pés-grandes, para quem os humanos são monstros; o terror "A Freira", que integrará o universo de "Invocação do Mal" e "Animais Fantásticos 2", nova aventura do universo mágico criado por J.K. Rowling, que estreia no Brasil em 15 de novembro de 2018.

Os fãs da DC, no entanto, devem ter ficado desapontados, porque o estúdio não trouxe nenhuma novidade, apenas uma mensagem gravada com Jason Momoa contando que está muito animado com "Aquaman", e um vídeo relembrando os filmes anteriores dos super-heróis e terminando com os títulos dos longas que já estão confirmados (mas que, em sua maioria, continuam sem previsão de lançamento): "Aquaman", "Shazam", "Esquadrão Suicida 2", "Liga da Justiça Sombria", "The Batman", "Batgirl", "Tropa das Lanternas Verdes" e "Flashpoint".