PUBLICIDADE
Topo

Possível morte deixa fãs devastados no último episódio de "Walking Dead"

Carl e Rick caminham juntos no último episódio do ano de "Walking Dead" - Divulgação/AMC
Carl e Rick caminham juntos no último episódio do ano de "Walking Dead" Imagem: Divulgação/AMC

Gisele Alquas

Do UOL, em São Paulo

11/12/2017 01h45

ATENÇÃO: O texto abaixo contém spoilers do último episódio da metade da oitava temporada de "The Walking Dead". Não leia se não quiser saber o que acontece.

O último episódio do ano de "The Walking Dead" ("How It’s Gotta Be”), que marca a metade da oitava temporada, deixou os fãs devastados com a possível morte de Carl. O filho de Rick foi mordido no tronco por um zumbi e já estava apresentando sintomas avançados de infecção.

Porém, o episódio, exibido neste domingo (10) pela Fox, no Brasil, não deixou claro se Carl realmente morreu. O desfecho deverá acontecer na volta da oitava temporada, em fevereiro de 2018. Assim que o episódio terminou, o ator Chandler Riggs se despediu no Twitter: "Piadas a parte, obrigado", mas deixou um fio de esperanças para os fãs: "Vocês ouvirão mais de mim em breve". 

"How It’s Gotta Be" foi cheio de ação, diferentemente dos outros episódios da temporada, que manteve o ritmo mais lento. A morte de Carl já era especulada por fãs da série e vinha sendo preparada ao longo das temporadas, o que não deixou os telespectadores necessariamente chocados, mas tristes. E o personagem ganhou destaque no “midseason finale”, o que alimentou as questões de seu triste final.

As primeiras cenas, depois de Rick conseguir apoio dos membros do lixão, Carl questionou o pai se era realmente necessário matar todos Salvadores, já que têm pessoas inocentes no bando. Com a afirmativa de Rick, Carl se separou do pai, seguiu para Alexandria e lá foi cercado por Negan. 

No diálogo com o vilão, Carl já deu indícios de que era seu fim na série. Ele negociou com Negan e pediu que ele não invadisse Alexandria por causa das crianças. Sarcástico como sempre, Negan negou, sorriu e ainda garantiu que iria matar Rick. “Não! Me mate. Sem tem que matar alguém, mate a mim”, pediu o jovem. Surpreso, Negan digeria o que tinha acabado de ouvir quando um caminhão deixou Alexandria dispersando os Salvadores. Irritado, o vilão mandou os Salvadores explodirem Alexandria. 

Ezekiel capturado 

Paralelamente, O Reino também foi tomado pelos Salvadores. Aaron e Enid se dirigiam para Oceanside quando foram cercados por outras pessoas. Nervosa, Enid matou uma mulher. Simon capturou Jerry, cercou Maggie e Jesus, e matou Neil como forma de avisar que Hiltop seria a próxima comunidade a ser tomada. Revoltada de perder o amigo, Maggie voltou à comunidade e assassinou a sangue frio um dos Salvadores que estão presos em Hiltop. 

Com apoio de Daryl, Sarah e Rosita, Dwight armou emboscada para os vilões e conseguiu exterminar todos, com exceção de uma, que fugiu e deve denunciá-lo a Negan pela traição. Responsável pela libertação dos Salvadores do Santuário, que estava cercado por zumbis, Eugene teve um momento de redenção e ajudou o Padre Gabriel a retirar o Dr. Carson do Santuário, que deverá seguir para Hiltop. 

Carl exibe para o pai e Michonne que foi mordido por um zumbi - Reprodução/Twitter - Reprodução/Twitter
Carl exibe para o pai e Michonne que foi mordido por um zumbi
Imagem: Reprodução/Twitter

Deprimido por perder a tigresa Shiva e quase todos os membros do Reino, Ezekiel finalmente criou forças para lutar pelo seu povo. O Rei salvou Carol e os outros membros da comunidade e praticamente se deixou ser capturado pelos vilões. Carl conseguiu fugir dos Salvadores. Rick voltou à Alexandria e deu de cara com Negan. Após lutarem, Rick conseguiu fugir e se juntou a Michonne.

No final do episódio, enquanto era exibido o rosto de todos os sobreviventes de Alexandria, Rick seguiu ao encontro dos amigos em um túnel. Foi lá que ele viu Judith viva e encontrou Carl mordido pelo zumbi. Se confirmar a morte do personagem, é a perda de "The Walking Dead" mais chocante deste o triste desaparecimento de Glenn, na temporada passada, assassinado por Negan.

Um dos personagens mais queridos, Carl amadureceu durante todos esses anos e se preparava para assumir o lugar do pai. Com a perda do filho, Rick deverá se desestabilizar e a guerra estará longe de acabar em "The Walking Dead".