Topo

Filmes e séries


Ator de "Deadpool" nega assédio e diz que suposta vítima é uma perseguidora

Reprodução
O ator T.J. Miller em cena de "Deadpool" Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

2017-12-19T16:53:18

19/12/2017 16h53

O comediante T.J. Miller, mais conhecido pelos seus papéis em "Deadpool", "Transformers" e "Silicon Valley", foi acusado nesta terça-feira (19) de assédio sexual por uma ex-colega da faculdade. O ator logo negou as alegações e ainda garantiu que a suposta vítima é uma "perseguidora" dele e da mulher, a atriz Kate Gorney.

"Ela já tentou nos separar quando estudávamos na faculdade, planejando por um ano antes de fazer reivindicações e acusações contraditórias", escreveu Miller e a mulher em comunicado. "Ela tentou descreditar nossas vozes para retratar Kate como uma vítima do abuso de Miller. Ela foi convidada a se retirar do grupo de comédia da universidade por problemas de comportamento, o que a deixou enfurecida, e então ela ficou obcecada pelo nosso relacionamento".

O casal acrescentou: "Infelizmente, agora ela está se aproveitando do atual momento e anunciando falsas acusações novamente. É uma pena que ela esteja usando tais caminhos para diminuir um movimento importante que faz com que as mulheres se sintam seguras contra predadores conhecidos. Nós nos sentimos na obrigação de prevenir as pessoas de transformarem mentiras em manchetes, e focar no que é real".

Entenda o caso

Conforme reportado no "The Daily Beast", o comediante T.J Miller foi acusado de estupro por uma ex-colega da Universidade de Washington. "Ele tentou várias coisas sem me perguntar, e em nenhum momento perguntou se eu estava bem. Ele me sufocou, e eu continuei olhando para seu rosto na esperança de que ele visse que eu estava assustada... não pude falar nada", garantiu a mulher, que não quis se identificar.

Ela ainda admitiu que não se lembra de certos pontos da história, mas confirmou que o comediante "a sacudiu violentamente" e ainda deu um soco em sua boca durante encontros sexuais. "Ele me jogou na cama e mais coisas aconteceram. Ele me sodomizou sem meu consenso e estava segurando uma garrafa. Em uma hora, ele usou a garrafa para me penetrar sem meu consentimento".

O site conversou um ex-namorado da garota, que confirmou o caso e que se lembra de como ela ficou frágil emocionalmente após a suposta violência. "Eu acreditei na época e continuo acreditando que seja verdade o que ela fala", afirmou Matt Lord.