Topo

Filmes e séries

Mulher acusa Steven Seagal de estupro em 1993: "Nem era sexualmente ativa"

Reprodução
Steven Seagal ensinando o pupilo Anderson Silva Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

11/01/2018 20h07

Uma garota que tinha 18 anos alega ter sido estuprada por Steven Seagal na casa do astro em Los Angeles (EUA) em 1993. "Ele me levou até seu quarto e então começou a me beijar. Ele tirou minhas roupas e antes que eu percebesse estava em cima de mim, me estuprando... eu não era ativa sexualmente na época", disse Regina Simons ao "TheWrap".

Simons, agora com 43 anos e mãe de dois meninos, tinha acabado de fazer 18 anos quando conheceu o astro das artes marciais para uma audição de "Em Terreno Selvagem". O ator estava escalando norte-americanos com descendência indígena para o filme, e convidou a garota e o irmão para seu trailer particular.

Segundo detalhou ao site, ela era uma garota tímida e vinha de uma família mórmon conservadora. Durante o encontro, a garota relatou que estava com dor de cabeça e o astro se ofereceu para fazer uma massagem, o que ela achou estranho. Em seguida, ele foi direto gravar o filme.

Algumas semanas depois, Simons recebeu um telefone de que teria uma festa na casa de Seagal. Quando chegou, estava sozinha e não havia sinais de que aconteceria uma celebração.

"Eu perguntei a ele onde estava todo mundo e ele falou que todos já tinham ido embora", lembrou a mulher. Após puxá-la agressivamente e levá-la ao quarto, Seagal a estuprou: "A única forma que consigo descrever a situação é que eu literalmente senti que eu deixei meu corpo. Eu estava completamente indefesa. Lágrimas desciam do meu rosto e sei que doeu, ele era três vezes maior que eu".

"Eu estava chorando quando ele estava em cima de mim. Até hoje, minha mente de 43 anos entende o que são relacionamentos amorosos e sexo consensual. E não houve nada disso", ela disse.

A mulher completa: "Tudo o que me lembro é dele perguntando se eu precisava de dinheiro no final. Eu balancei a cabeça e corri para meu carro. Chorei a volta inteira para casa".Simmons ainda disse ao "TheWrap" que não denunciou o ator e nem falou nada para ninguém, porque "não era permitido nem que eu namorasse, então para mim era uma situação vergonhosa".

"Eu pensava, 'meu Deus, como isso aconteceu?', então acabei me culpando e fingindo que nada tinha acontecido".

Simmons aponta que o trauma a afastou da atuação. Ela acabou se mudando para Utah e então voltou para Los Angeles, onde trabalha agora como advogada para famílias nativas norte-americanas.

"Quando um primeiro encontro sexual é violento, sua visão do mundo, de relacionamento e de sexo mudam", explica o terapeuta que cuida de Simons, que não quis se identificar para o site.

Essa é a primeira vez que Steven Seagal é acusado de estupro, mas o astro viu seu nome recentemente relacionado a mais de doze casos de assédio sexual.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!