Cinema

Vaticano beatifica "Irmãos Cara de Pau", ou quase isso

Reprodução
Jake (John Belushi) e Elwood (Dan Aykroyd), personagens do filme "Os Irmãos Cara de Pau" (1980) imagem: Reprodução

CIDADE DO VATICANO - Jake e Elwood, os adoráveis e atrapalhados personagens vividos por John Belushi e Dan Aykroyd no clássico "Os Irmãos Cara de Pau" ("The Blues Brothers", 1980), finalmente receberam do Vaticano um reconhecimento da sua "missão divina."

Para marcar os 30 anos dessa comédia, que virou "cult" e transformou chapéus pretos e óculos escuros em itens da moda para baladas, o jornal do Vaticano dedicou uma página inteira ao filme, com nada menos do que cinco artigos.

Um deles diz que "não faltam provas" que justifiquem que "Os Irmãos Cara de Pau" seja considerado um "filme católico".

O texto repassa o enredo do filme: libertado da prisão, Jake reencontra Elwood para juntos ressuscitarem sua banda de blues, a fim de arrecadar dinheiro para um orfanato ameaçado de despejo. Para o autor, a trama guarda paralelos com a passagem bíblica do filho pródigo.

Jake e Elwood - que dizem ter uma "missão divina" de pagar os impostos atrasados do orfanato, evitando o despejo - seriam, portanto, símbolos da "redenção obtida com sacrifício".

"Este é um filme memorável e, a julgar pelos fatos, católico", disse o jornal.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo