PUBLICIDADE
Topo

Fãs verão cenas inéditas dos Rolling Stones em novo filme sobre turnê de 1965

Documentário sobre turnê de 1965 dos Rolling Stones será lançado em 6 de novembro - Getty Images
Documentário sobre turnê de 1965 dos Rolling Stones será lançado em 6 de novembro Imagem: Getty Images

05/10/2012 14h32

No aniversário de 50 anos dos Rolling Stones, fãs poderão ver cenas inéditas da banda em turnê em 1965 em um novo filme que revela os jovens músicos perseguidos por admiradoras enlouquecidas, cantando músicas de concorrentes e tocando versões brutas de canções que se tornariam lendas.

O filme "Charlie Is My Darling" estreou no Festival de Cinema de Nova York esta semana, trazendo imagens cuidadosamente restauradas a partir de uma câmera de mão da viagem de dois dias da banda a Belfast e Dublin.

Divulgado na esteira do lançamento do filme "A Hard Day's Night", dos Beatles, o vídeo era um esforço para fazer os Rolling Stones se acostumarem a ser seguidos por uma câmera, disse a produtora Robin Klein. A filmagem foi feita pelo cineasta Peter Whitehead.

"Eles não sabiam o que fariam com aquilo no momento", afirmou ela a jornalistas no festival, que, assim como os Stones, também está comemorando seu 50º aniversário este ano. "Era só para colocá-los em frente à câmera".

Embora mais ousados e obscuros que muitos de seus contemporâneos musicais, Mick Jagger, Keith Richards, Brian Jones, Bill Wyman e Charlie Watts, no entanto, exalam juventude e amabilidade enquanto zanzam para a câmera.

Mas a sofisticação deles transparece principalmente em comentários de Jagger ponderando o sucesso da banda e a política da época. Também fica exposto o poder sexual dos Stones, à medida que o notório líder da banda seduz o público a tal frenesi que o grupo é perseguido fora do palco em Belfast por fãs empolgadas.

A turnê ocorreu apenas algumas semanas depois de "(I Can't Get No) Satisfaction" atingir o topo das paradas musicais.

Por trás das cenas, o filme mostra Jagger e Richards cantando alegremente as músicas dos Beatles "I've Just Seen a Face" e "Eight Days A Week" e imitando Elvis Presley cantando "Are You Lonesome Tonight".

"Charlie" apresenta mais de 90 mil quadros individuais restaurados a mão. Mais da metade não foi vista em público, disse o diretor Mick Gochanour.

Duas versões anteriores e mais curtas foram feitas a partir da filmagem na década de 1960, mas nunca foram formalmente lançadas, embora tenham chegado ao mercado pirata, disse o publicitário Tracey Jordan.

"Charlie Is My Darling" será lançado nos formatos DVD e Blu-ray, como parte de um box à venda mundialmente em 6 de novembro.