Cinema

Atualizada em 13.08.2013 21h23

Filme sobre mordomo da Casa Branca examina questão racial nos EUA

Divulgação
Pôster do filme "The Butler", de Lee Daniels imagem: Divulgação

Patricia Reaney De Nova York (EUA)

"The Butler" ("O Mordomo") começou como uma história de pai e filho em meio ao movimento dos direitos civis nos Estados Unidos, mas acabou se tornando um drama histórico sobre amor, família e igualdade racial.

O filme do diretor Lee Daniels, inspirado na vida do mordomo negro Eugene Allen, que trabalhou na Casa Branca durante os mandatos de oito presidentes norte-americanos, narra as mudanças no cenário político e nas relações raciais entre a década de 1920 e a eleição de Barack Obama, primeiro presidente afro-americano do país, em 2008.

"Foi uma homenagem para o meu filho, para mim e para o meu pai, e então ganhou vida própria, porque comecei a perceber que agora há outras coisas", disse Daniels, indicado ao Oscar em 2009 pelo drama racial "Preciosa - Uma História de Esperança".

O filme traz Forest Whitaker no papel principal e a apresentadora de TV Oprah Winfrey como Gloria, a mulher do mordomo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo