Filmes e séries

"Por Que Você Partiu?" tempera o sabor do "exílio" de chefs franceses

Alysson Oliveira

Do Cineweb*

15/08/2013 14h32

O documentário "Por Que Você Partiu?", de Eric Belhassen, fala sobre chefs franceses radicados no Brasil. Essa seria uma descrição precisa, mas pouco honesta e bastante reducionista desse retrato humano.

A investigação parte da pergunta-título, mas, ao se aprofundar nas histórias dessas figuras, o diretor trata, na verdade, das relações humanas e dos laços que os entrevistados mantêm com a França e o Brasil.

Cada um dos seis chefs tem as suas histórias, e o diretor também se inclui no mesmo dilema. Nesse sentido, "Por Que Você Partiu?" é um filme autobiográfico. É como se, por meio dos outros personagens, o próprio Belhassen tentasse entender porque ele mesmo veio para o Brasil e ficou aqui, apesar da cobrança dos pais.

Essa investigação é uma via de duas mãos. O cineasta entrevista não apenas os chefes Alain Uzan, Emmanuel Bassoleil, Erick Jacquin, Frédéric Monnier, Laurent Suaudeau e Roland Villard, mas também seus familiares que ficaram na França. A partir daí, são estabelecidas as relações humanas e os laços que tentam resistir à distância.

O único filho a ser confrontado pelos pais com a pergunta-título é Belhassen, cujas respostas, é claro, nunca são suficientes para o genitor.

Aqui no Brasil, ele acompanha o dia-a-dia com os chefs, a rotina na cozinha, as compras de madrugada -- essa cena, ao lado de Jacquin, é um dos melhores momentos do filme, com direito a cerveja no bar antes mesmo de o sol nascer. Esse chef, aliás, é uma figura de grande presença, divertido e carismático, mas capaz de ficar furioso quando um prato não sai como o esperado.

Por meio dessa investigação sobre pais e filhos, o diretor revela quanto os filhos podem ser parecidos com seus pais, mesmo que não admitam isso. Essas semelhanças podem ir dos trejeitos à teimosia. Daí emergem os conflitos familiares, apesar da distância.

Se em alguns momentos Belhassen se deixa levar pelo sentimentalismo, a forma como ele lida com o material humano e articula as histórias e depoimentos de seus personagens representa um grande ganho para o filme.

* As opiniões expressas são responsabilidade do Cineweb

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

AFP
EFE
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
EFE
BBC
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
UOL Jogos
AFP
AFP
AFP
DW
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Roberto Sadovski
Cinema
do UOL
do UOL
AFP
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
do UOL
AFP
EFE
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
AFP
do UOL
AFP
AFP
do UOL
UOL Cinema - Imagens
AFP
Topo