Filmes e séries

"Hoje Eu Quero Voltar Sozinho" faz crônica sobre amadurecimento juvenil

Alysson Oliveira

Do Cineweb

09/04/2014 16h28

Leo (Guilherme Lobo) é um adolescente, e, como tal, está descobrindo o mundo e a si mesmo. O fato de ser cego poderia ser uma complicação, mas com isso ele já está acostumado, lidando bastante bem com suas limitações.

Sua melhor amiga é Giovana (Tess Amorim), com quem convive há anos e o ajuda em qualquer dificuldade. Mas a chegada de um novo garoto na escola, Gabriel (Fabio Audi), muda tudo na vida dos dois - especialmente os sentimentos.

"Hoje Eu Quero Voltar Sozinho", que estreia nesta quinta-feira (10), faz uma crônica da dinâmica entre esses três jovens em busca de seu lugar no mundo e a compreensão de seus sentimentos. Escrito e dirigido por Daniel Ribeiro, o longa parte de seu curta "Eu Não Quero Voltar Sozinho" (que está disponível na Internet), premiado em diversos festivais, entre eles Paulínia, Mix Brasil e Aruanda.

Já o longa estreou no Festival de Berlim, em fevereiro passado, de onde saiu com o Fipresci (Prêmio da Crítica Internacional) e o Teddy Bear (que premia filmes com temática ou personagens GLBT).

O roteiro traça uma observação profunda e delicada do processo de amadurecimento desses jovens, acompanhando-os em suas dores e alegrias de ser o que são. As vidas de Leo e Giovana mudam com a chegada de Gabriel, abalando suas certezas e expectativas.

No fundo, esse é um filme de encontro, em que cada um dos jovens se encontram consigo mesmos para só então poderem cogitar se entregar a outras pessoas.

Ribeiro tem um olhar perspicaz - especialmente dentro do ambiente escolar, onde constrói personagens extremamente críveis, gente de carne e osso e não meras marionetes com função narrativa dentro do filme.

Na casa de Leo, há a mãe (Laura Romano), que alguns rapidamente chamariam de superprotetora, o pai (Eucir de Souza), que tenta respeitar a individualidade do filho, e também a avó (Selma Egrei), a confidente de Leo. Esses personagens só contribuem à gama de verdade que está impressa no filme.

Há um amadurecimento do curta para o longa - não apenas na expansão da narrativa e dos temas, como personagens e até mesmo a direção. Ribeiro tem segurança na condução das cenas e caminha confortável no limite entre o emotivo e o piegas, sem nunca pender para o segundo. Mas quem mais amadurece é o trio de atores centrais - não apenas estão maiores fisicamente, como mais conhecedores de seus personagens.

"Hoje Eu Quero Voltar Sozinho" é um caso raro no cinema brasileiro - seja por sua temática ou sua abordagem intimista. A descoberta da sexualidade e de si mesmo na adolescência é algo tão complexo como fácil de cair nos clichês.

Entretanto, o diretor evita as armadilhas, deixando que os personagens mostrem suas histórias, em vez de que elas sejam contadas. Assim, faz um filme complexo em sua essência e simples em sua forma - uma equação que poucos diretores conseguem resolver de forma tão eficiente.

*As opiniões expressas são responsabilidade do Cineweb

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

AFP
EFE
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Colunas - Ricardo Feltrin
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
Reuters
AFP
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
do UOL
Cinema
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog do Barcinski
do UOL
AFP
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo