Cinema

Lançado nos cinemas e na internet, "A Entrevista" já fatura US$ 36 milhões

Piya Sinha-Roy De Los Angeles

A provocativa comédia da Sony sobre a Coreia do Norte "A Entrevista" já arrecadou mais de US$ 31 milhões com exibições on-line, na TV a cabo e em vendas de telecomunicações desde o lançamento em dezembro, afirmou a Sony Pictures Entertainment nesta terça-feira (6).

O filme também foi alugado ou comprado mais de 4,3 milhões de vezes entre 24 de dezembro e 4 de janeiro em plataformas on-line e video-on-demand.

Até a data, o longa já arrecadou 5 milhões de dólares nas bilheterias de cinemas, com 580 salas independentes exibindo o filme na América do Norte.

Orçado em US$ 44 milhões, "A Entrevista" traz Seth Rogen e James Franco no papel de dois jornalistas recrutados pela CIA para exterminar o líder norte-coreano Kim Jong.

A história motivou uma série de ataques de hackers aos estúdios Sony, assumidos pelo grupo norte-coreano Guardians of Peace of Peace, que divulgou na web centenas de informações confidenciais do estúdio, como roteiros de filmes inéditos e dados pessoais dos atores.

Agravando ainda mais a delicada relação diplomática entre Estados Unidos e Coreia do Norte, o vazamento culminou com o cancelamento das estreias nos Estados Unidos e no mundo, após hackers ameaçarem explodir salas de cinema.

Depois de sofrer críticas envolvendo o direito à liberdade de expressão, vindas inclusive do presidente Barack Obama, a Sony reconsiderou a estratégia incial e decidiu lançar o filme em apenas algumas salas americanas, no Natal.

Pouco antes, o estúdio já havia anunciado um acordo com Google para disponibilizar a história em plataformas como o YouTube Movies, Google Play, Xbox Video (Microsoft), além de um site lançado especialmente para exibir o filme.

Apesar dos imprevistos, a "A Entrevista" faturou mais de US$ 36 milhões em vendas on-line e outros US$ 5 milhões em cinemas, obtendo um retorno expressivo.

O que é o #SonyLeaks?

  • Divulgação

    Ataque hacker à Sony revela intrigas de Hollywood

    Vítima de um ataque digital sem precedentes na história de Hollywood, os estúdios Sony vêm passando por uma série de constrangimentos com a divulgação de informações confidenciais sobre atores, diretores e vários de seus funcionários. Saiba o que já saiu na imprensa.

    Imagem: Divulgação

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo