! Ex-baixista dos Rolling Stones leiloa carros usados em gravações da banda - 05/05/2015 - UOL Entretenimento

Cinema

Ex-baixista dos Rolling Stones leiloa carros usados em gravações da banda

Matthew Howell/Bonhams/Reprodução
Mercedes-Benz 250 S do baixista Bill Wyman, ex-Rolling Stones, que será leiloada imagem: Matthew Howell/Bonhams/Reprodução

Michael Roddy De Londres

Um sedã Mercedes-Benz e um Citroen com motor Maserati que Bill Wyman, ex-baixista dos Rolling Stones, disse ter usado para ir a sessões de gravação e visitas a artistas e escritores na França serão leiloados em junho, informou a casa de leilões Bonham's nesta terça-feira (5).

Os carros, uma Mercedes-Benz 250 S de 1966 e um Citroen Maserati SM de 1971, devem ir à venda em um leilão de automóveis em Chichester, na Inglaterra, no dia 26 de junho, segundo a Bonham's.

A empresa declarou que a Mercedes foi avaliada entre 20 e 25 mil libras esterlinas, e o Citroen entre 35 e 40 mil libras esterlinas.

Wyman usou os carros para ir ao estúdio durante a gravação de vários discos dos Stones, entre eles “Beggars Banquet” e “Exile on Main Street”, afirmou a Bonham's.

"Eu tive a primeira Mercedes com vidros escurecidos. Todo mundo estava colocando vidros escurecidos. Mick Jagger e Brian Jones mandaram pôr nas suas Minis”, disse Wyman em um comunicado divulgado pela Bonham's.

Wyman disse que dirigiu a Maserati no sul da França e a usou em viagens para visitar os artistas Marc Chagall e Cesar Baldaccini, além do escritor norte-americano James Baldwin.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo