Filmes e séries

"The Last Naruto - O Filme" encerra saga do herói do mangá

Rodrigo Zavala

Do Cineweb, em São Paulo

27/05/2015 16h49

Depois de 700 capítulos em mangá, 18 temporadas na TV, nove filmes e 16 anos de vida, a saga do verborrágico adolescente Naruto finalmente chega ao fim nas telas de cinema. Criado em 1999 por Masashi Kishimoto (embora o personagem date de 1997), o jovem ninja cresceu e, agora, enfrenta vilões não apenas para salvar a Terra, mas também a nova namorada. O filme estreia nesta quinta (28).

Como se trata de um longa para a conclusão da história, é preciso ter alguma familiaridade com esse universo para entender o que ocorre durante a projeção. O espectador pode se ver imerso em um sem número de nomenclaturas e relações que não são explicadas e, por isso, um contexto prévio é fundamental.

O roteiro tem como base o que ocorre entre os capítulos 699 e 700 (o último) do mangá, quando a história dá um salto temporal. Aqui, vemos Naruto já grande, recebendo os louros pela colossal batalha contra Sasuke, que quase aniquilou a vida no planeta.

No entanto, um novo vilão entra em cena, Ootsutsuki Toneri, que vive na lua e está pronto para jogá-la contra a Terra para o extermínio completo dos humanos. Depois de sequestrar Hanabi e, mais tarde, sua irmã Hinata, Naruto e seus amigos Sakura, Shikamaru e Sai viajam em busca do malfeitor para impedir seus planos e salvar as irmãs.

Embora a ação esteja ali, é no romance que o filme ganha força. Entende-se que Hinata sempre foi apaixonada pelo herói, pela retrospectiva que o longa mostra dos dois. Mas não fica muito claro quando realmente Naruto se apaixona por ela, o que se apresenta em uma espécie de sonho causado pelo vilão.

Com o grande espaço para o amor, perde-se algumas qualidades do par protagonista. Se de um lado não se vê o humor verborrágico de Naruto, também é difícil acreditar que Hinata seja tão impotente com a necessidade de ser sempre salva como é mostrado.

Na técnica o anime também não é superior ao que já se viu em longas de seus compatriotas Hayao Miyazaki (de "A Viagem de Chihiro"), ou mesmo Hideaki Anno (de "Neon Genesis Evangelion"). Mas, é bastante competente para fechar o ciclo que começou há 15 anos.

Assista ao trailer legendado do filme

*As opiniões expressas são responsabilidade do Cineweb

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

UOL Cinema - Imagens
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
UOL Cinema - Imagens
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Cinema
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
Cinema
do UOL
UOL Cinema - Imagens
Cinema
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
EFE
do UOL
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo