Cinema

Da guerra à cozinha: Cooper diz que teve medo ao viver chef em novo filme

Piya Sinha-Roy Los Angeles (EUA)

Nos últimos cinco anos, Bradley Cooper interpretou homens bonitos, um policial dos anos 1970 com o cabelo armado, um atirador e um guaxinim malandro. Mas o papel de um chef em busca de uma estrela Michelin em "Pegando Fogo" realmente esquentou o trabalho dele.

"Eu tenho uma bagagem como cozinheiro, e eu pensei que eu conhecia esse mundo, mas me amedrontou interpretar esse nível de chef. E, se algo te amedronta, é geralmente um sinal de que você deve fazer", disse Cooper à agência Reuters.

Em "Pegando Fogo", que entra em cartaz nos cinemas dos Estados Unidos nesta sexta-feira (30), Cooper interpreta Adam Jones, um gênio rebelde da culinária que se perde devido ao grande sucesso. Ele ganha uma chance de se redimir do seu passado com drogas e buscar a sua terceira estrela Michelin com o seu próprio restaurante em Londres.

Para se preparar para o papel, Cooper, que fala francês fluentemente e mostra isso no filme, passou um tempo com grandes chefs como Marco Pierre White, Gordon Ramsey e Clare Smyth. Com a última, Cooper trabalhou por uma noite.

O ator disse ter aprendido a arte de arrumar a comida no prato e visto como o "chef é um maestro" na cozinha.

Veja trailer do filme

  •  

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo