Filmes e séries

Robin Williams estava "se desintegrando" antes de suicídio, diz viúva

Divulgação
Robin Williams em cena de "Uma Nova Chance Para Amar" (2013) Imagem: Divulgação

Nova York (EUA)

03/11/2015 17h08

O comediante Robin Williams deveria passar por um teste neurológico uma semana antes de cometer suicídio no ano passado e, provavelmente, só teria mais três anos de vida, disse a viúva do ator nesta terça-feira (3).

Em sua primeira entrevista desde que Williams se enforcou com um cinto em sua casa na Califórnia, Susan Williams descreveu como o ganhador de um Oscar e astro do filme "Bom Dia, Vietnã" estava "simplesmente se desintegrando" física e mentalmente nos meses que antecederam sua morte.

O ator morreu em agosto de 2014, aos 63 anos, e havia sido diagnosticado com mal de Parkinson três meses antes. Ele mostrava sintomas, como enrijecimento, andava inclinado e confuso, afirmou ela no programa "Good Morning America", da rede de televisão norte-americana ABC.

Uma autópsia revelou que Williams também sofria de demência e um declínio progressivo das habilidades mentais, relatou a viúva.

"Se Robin tivesse sorte, teria tido mais três anos. E teriam sido anos difíceis. E há uma boa chance de que ele fosse internado", afirmou ela, referindo-se ao prognóstico de um dos médicos do artista.

Após uma vida inteira de luta contra a dependência, Williams passou os oito anos anteriores à sua morte "completamente limpo e sóbrio", mas sua depressão crônica havia voltado, juntamente com a paranoia, acrescentou.

O amado ator estava ciente de que perdia o juízo e, embora estivesse se controlando, "no último mês não conseguiu. Foi como se uma represa estourasse", disse sua viúva à ABC. Em sua última semana de vida, os médicos estavam planejando interná-lo em uma clínica para exames neurocognitivos, contou Susan. "Mas ele jamais falou em tirar a vida", declarou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

EFE
do UOL
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
EFE
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
AFP
Cinema
do UOL
do UOL
Cinema
BBC
do UOL
EFE
Cinema
do UOL
do UOL
AFP
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
Topo