UOL Entretenimento Cinema
 

Ficha completa do filme

Drama

If... (1968)

Resenha por Rubens Ewald Filho

Rubens Ewald Filho

Especial para o UOL Cinema 06/04/2009
Nota 4
If...

Clássico que levou a Palma de Ouro em Cannes em 1969. Era polemico e ousado demais para ter outros prêmios - chegou a ser indicado ao BAFTA e Globo de Ouro. Foi a descoberta do ator Malcolm McDowell, que depois seria usado por Kubrick em "Laranja Mecânica".

Co-produzido por Albert Finney, com Stephen Frears como assistente, o filme foi produzido logo depois dos protestos de rua de Paris, em Maio de 68. Ou seja, no começo da revolta estudantil ? a chamada contracultura - que marcaria o final da década e o começo da seguinte. Aliás, conforme este filme prevê em sua conclusão.

Foi o primeiro ataque frontal ao sistema educacional inglês, em particular à chamada "Public School", que ao contrario do que o nome sugere não é publica, mas particular, para elite. E tem todo um odioso sistema de castas, herança dos período vitoriano. O filme descreve esse sistema em detalhes, sem cair na caricatura.

Obra-prima do critico Lindsay Anderson, um dos criadores da New Wave inglesa (a Nouvelle Vague local) e que fez filmes como "As Baleias de Agosto". Ele ousa em tudo, inclusive nudez frontal, tabu na época, que ele rodou na escola onde realmente estudou, em Chetemlham.

O filme alterna cor e branco e preto, de forma que passa da realidade para a fantasia sem muita explicação, apenas para deixar o espectador desorientado. Um grande achado é o titulo, citação de um famoso poema de Rudyard Kipling, "Se...", que fala sobre todas as qualidades e deveres do jovem estudante para se tornar um grande homem! Ironicamente usado aqui, claro.

Anderson teria se inspirado em "Zero em Conduta", de Jean Vigo. Denunciado na Inglaterra,o filme foi detestado pela Paramount. Quando "Barbarella" fracassou, no entanto, entrou nas salas americanas e acabou sendo grande sucesso nos EUA. Hoje, ainda é obrigatório para educadores e estudantes. Anárquico, forte, com um pouco de Godard.

Compartilhe:

    Siga UOL Cinema

    Sites e Revistas

    Arquivo