UOL Entretenimento Cinema
 

Ficha completa do filme

Comédia

Click (2006)

Resenha por Rubens Ewald Filho

Rubens Ewald Filho

Especial para o UOL Cinema 06/02/2007
Nota 1

É possível que uma única cena venha a estragar um filme inteiro? É o caso desta comédia de Adam Sandler e seus asseclas. Eles conseguiram um script inteligente (de Steve Koren e Mark O'Keefe, dupla de "Todo Poderoso"), que, principalmente na parte final, consegue ser sensível e humano, até com uma interessante lição de vida. Mas acrescentaram algumas piadas escatológicas, uma particularmente imperdoável, só para agradar os pré-adolescentes americanos.

Depois de quase uma década de estrelato, não se pode dizer que não se sabe o que esperar de Sandler. Ele sempre repete seu tipo infantilizado. Mas neste filme o ator começa a sério, como um arquiteto que não tem tempo para os dois filhos, a mulher e as responsabilidades do trabalho. Até o dia em que, numa loja especializada, um estranho vendedor lhe fornece um controle remoto total, que não apenas manda nos eletrônicos mas também em sua vida. Ou seja, ele pode baixar o som das pessoas que falam demais, congelar cenas, usar fast forward, dependendo da situação.

Não deixa de ser uma idéia brilhante. Certamente todo mundo já sonhou em ter um aparelho desses. Mas nada é perfeito. Quando o personagem corre demais, sua vida se neutraliza e de repente ele se dá conta de que está perdendo o melhor. Fica rico e famoso, mas perde quase tudo o que era importante. O filme até lembra "A Felicidade Não se Compra", de Frank Capra. E é ajudado por um elenco melhor do que de costume, começando pela encantadora Kate Beckinsale como a esposa. Ou seja, vale conhecer e perdoar as falhas, se possível.

Compartilhe:

    Siga UOL Cinema

    Sites e Revistas

    Arquivo