UOL CinemaUOL Cinema
UOL BUSCA
65o. Festival de Veneza - 2008

12/03/2008 - 22h54
César Charlone fala sobre "O Banheiro do Papa" e "Blindness"
Radicado no Brasil há 30 anos, o uruguaio César Charlone tornou-se um dos diretores de fotografia mais importantes do cinema brasileiro. Documentarista de formação, ele inaugurou um estilo próprio de fotografar em "Cidade de Deus" (2002), de Fernando Meirelles. É o mesmo que utiliza em sua estréia como diretor de longas-metragens de ficção na comédia dramática "O Banheiro do Papa", estréia desta sexta-feira. Charlone divide a direção com o também uruguaio Enrique Fernández, autor do projeto.


"O Banheiro do Papa" mostra o que acontece com a população de Melo, na parte uruguaia da fronteira com o Brasil, quando o papa João Paulo 2º faz uma visita à cidade. Enquanto todos pensam em confeccionar bandeirolas, fritar pastéis e assar empadinhas, Beto quer faturar em cima dos fiéis brasileiros que virão de longe de outra maneira. Ele quer construir um banheiro na porta de sua casa para que os visitantes possam se aliviar de tanto comer.

Além de acompanhar a estréia do filme, Charlone trabalha na finalização de "Blindness", outra parceria com o diretor Fernando Meirelles, adaptação para o cinema de "O Ensaio Sobre a Cegueira", do escritor português José Saramago. Ele também trabalhou em "Stranded", de Gonzalo Arijón, misto de documentário e ficção sobre os sobreviventes da queda de um avião de passageiros nos Andes, em 1972. O filme vai abrir o 13º É Tudo Verdade - Festival Internacional de Documentários, em 26 de março próximo.


31/01/2013