UOL Entretenimento Cinema
 
28/01/2010 - 14h21

"Recife Frio" faz o festival de Tiradentes parar

SERGIO ALPENDRE
Colaboração para o UOL, de Tiradentes

O panorama do curta-metragem brasileiro sofreu um baque nesta quarta-feira (27/01). "Recife Frio", de Kleber Mendonça Filho é o tipo de filme que surgiu para ser hors-concours em tudo quanto é lugar que passe, sob o risco de não ter para mais ninguém nas competições.

Sob o velho e prolífico formato do falso documentário, Kleber desfila um humor invejável, desdobrando todas as possibilidades de um cataclisma que fizesse com que Recife deixasse de ser uma cidade tropical para atingir a máxima temperatura anual de 14ºC.

São 23 minutos de uma reportagem fictícia para um programa de TV da América Latina, também fictício, em que um intrépido reporter vai investigar os costumes dos habitantes da cidade após a mudança climática, como eles reagem, onde eles passam o tempo que antes era dedicado à praia e aos esportes.

O mais difícil num filme desse tipo é manter o mesmo tom, próximo de provocar síncopes de riso na plateia, por toda a duração. O diretor pernambucano foi muito feliz no desafio, e só muda o tom no final, quando fica evidente que o tom devia ser mesmo quebrado. É um processo de desmonte intensivo. Quando achamos que o filme vai perder o ritmo alucinado, ele se justifica logo em seguida, deixando-nos com uma única possível conclusão: obra-prima.
 

Compartilhe:

    Siga UOL Cinema

    Sites e Revistas

    Arquivo

    Hospedagem: UOL Host