UOL Entretenimento Cinema
 
04/08/2010 - 18h23

Produtores americanos de "Os Mercenários" respondem a acusações da O2 Filmes

Da Redação
  • Sylvester Stallone (centro), aparece em cena de ''Os Mercenários'', ao lado dos atores Jason Statham (à esquerda) e Randy Couture

    Sylvester Stallone (centro), aparece em cena de ''Os Mercenários'', ao lado dos atores Jason Statham (à esquerda) e Randy Couture

Agora é a vez de a Nu Images e a Millenium Film, produtoras de "Os Mercenários", responderem à acusação de que teriam deixado dívidas com a O2 Filmes, parceiro brasileiro dos americanos, após o término das filmagens.

Recapitulando. Segundo nota publicada na coluna de Ancelmo Góis, no jornal carioca O Globo, "Os Mercenários", novo filme do ator Sylvester Stallone, teria deixado uma dívida de cerca de R$ 3 milhões com a produtora brasileira O2 Filmes, de Fernando Meirelles, Paulo Morelli e Andrea Barata Ribeiro. De acordo com o colunista, a Nu Images e a Millenium Film, empresas responsáveis pelo filme, contrataram a O2 como prestadora de serviços durante as filmagens.

Essa polêmica se segue à piada de mau gosto produzida por Stallone na Comic-Con, em San Diego, na Califórnia. O diretor e ator disse: “Você pode explodir o país inteiro e eles ainda dizem obrigado. E te dão um macaco para você levar de volta para casa”. Logo em seguida, se desculpou publicamente, por meio de um comunicado divulgado pela distribuidora do filme no Brasil, a Califórnia.

"Os Mercenários" estreia 13 de agosto nos cinemas brasileiros.

A seguir, a íntegra do comunicado:

Caros,

A Nu Image/Millenium Films fez até o momento mais de 270 filmes no mundo inteiro nos últimos 20 anos. As alegações de que a O2 Filmes, no Brasil, está tentando fazer contra nós, para o benefício financeiro deles próprios, são categoricamente e universalmente falsas. A seguir os fatos que podemos documentar:

Para as filmagens no Brasil, o orçamento original era de US$ 2,9 milhões. Nós rapidamente percebemos que o valor não era realista e aumentamos o orçamento para US$ 3,5 milhões. Quando as filmagens terminaram no Brasil ambas as partes, incluindo a O2, concordaram em um orçamento ou custo de aproximadamente US$ 4,9 milhões. Ao fim e ao cabo, por conta de uma questão de seguro e perdas no câmbio, acabamos repassando para a O2 exatamente US$ 5,564 milhões.

Em 28 de abril de 2009 nós recebemos um e-mail de confirmação da Andrea, da O2 filmes, declarando que "o dinheiro transferido é suficiente para cobrir o orçamento da produção". Além da soma de dinheiro endereçada à O2 Filmes, Nu Image também pagou diretamente aos fornecedores brasileiros aproximadamente U$1.4 milhão, reunindo no total brasileiro cerca de U$ 7 milhões, U$ 4.1 milhões a mais do que a estimativa inicial da O2.

Estes são os fatos e gostaríamos de reiterar que todo e qualquer requerimento feito pela O2 foi pago. Estamos muito decepcionados que alguém tenha espalhado falsa informação sobre a empresa.

Compartilhe:

    Siga UOL Cinema

    Sites e Revistas

    Arquivo

    Hospedagem: UOL Host