UOL Entretenimento Cinema
 
28/09/2010 - 16h18

Indicada a dois Oscar, editora dos filmes de Quentin Tarantino é encontrada morta em Los Angeles


Da Redação
  • Sally Menke e Quentin Tarantino no Hollywood Film Festival, em 2004

    Sally Menke e Quentin Tarantino no Hollywood Film Festival, em 2004

O site jornal Los Angeles Times noticiou que o corpo da editora dos filmes de Quentin Tarantino, Sally Menke, 56 anos, foi encontrado em Beachwood Canyon, Los Angeles, na manhã desta terça (28). Colabora de Tarantino desde "Cães de Aluguel", a cineasta estava passeando com o cão. Não está claro se a onda de calor que atinge a cidade foi responsável pela morte de Menke.

A relação entre Menke e Tarantino era tão forte e profunda que ela jamais aceitava participar de projetos de outros cineastas antes de consultá-lo para não haver conflitos de agenda. Ela sempre queria fazer os filmes do parceiro, pelos quais foi indicada a dois Oscar de melhor edição, por "Bastardos Inglórios" (2010) e "Pulp Fiction - Tempo de Violência" (1994).

Em quase todas as filmagens, o diretor e sua equipe, que sabia da proximidade entre eles, mandavam recados para Menke nas claquetes ou depois do corte. Na edição internacional em Blu-ray de "Bastardos Inglórios" há um extra em que se podem ver esses recados singelos e carinhosos para a editora.

(Com agências internacionais)

ASSISTA A EXTRA DE DVD "BASTARDOS INGLÓRIOS"

Siga UOL Cinema

Sites e Revistas

Arquivo

Hospedagem: UOL Host