Toni Venturi com a mulher, a atriz Débora Duboc, no Festival Cine PE (06/05/2011)

Toni Venturi com a mulher, a atriz Débora Duboc, no Festival Cine PE (06/05/2011)

07/05/2011 - 10h54

"Estamos Juntos" vence sete prêmios no Cine PE, o Festival do Recife

THIAGO STIVALETTI
Colaboração para o UOL
"Estamos Juntos", drama existencial do paulista Toni Venturi estrelado por Leandra Leal e Cauã Reymond, foi o grande vencedor do Cine PE, o festival de cinema do Recife. O filme levou sete dos prêmios principais: melhor filme, diretor, atriz (Leandra), roteiro, fotografia, montagem e o prêmio da crítica.
 
Com estreia marcada para 17 de junho, o filme conta a história de Carmem, uma médica que vive os impasses da amizade e do amor e começa a se engajar socialmente quando se descobre com uma doença grave.
 
Foi uma premiação justa para um longa que se destacou em meio a uma seleção fraca. Rejeitado pela crítica, a comédia “Família Vende Tudo”, de Alan Fresnot, venceu prêmios demais para um filme que explora as mazelas de uma família sem dinheiro: cinco ao todo, incluindo ator (Caco Ciocler), atriz (Marisol Ribeiro, dividindo com Leandra) e ator coadjuvante (Robson Borges).
 
Poeta premiado
"JMB, o Famigerado", documentário pernambucano sobre Jomard Muniz de Britto, um poeta do Recife, levou o Prêmio Especial do Júri, o segundo colocado. Mesmo com uma distribuição farta de prêmios, a ficção paulista "Casamento Brasileiro", de Fauzi Mansur, e o documentário carioca "Casa 9", de Luiz Carlos Lacerda, saíram sem nenhum prêmio.
 
Entre os curtas-metragens, que apresentaram uma nível nitidamente superior aos longas, os prêmios foram bem distribuídos entre os melhores filmes exibidos no festival. Já premiada no Festival de Paulínia, a animação "Tempestade" (SP) levou o prêmio máximo de melhor curta 35mm. "Café Aurora" (PE), "Náufragos" (SP) e o documentário "Braxília" (DF), sobre o poeta Nicolas Behr, também levaram prêmios merecidos.
 
Entre os digitais, o júri ficou com o paulista "Flash", enquanto a crítica preferiu o paranaense "Ovos de Dinossauro na Sala de Estar", divertido e instigante retrato dos hábitos e lembranças de uma viúva alemã que colecionava fósseis com o marido.

Castigo das chuvas
Comemorando este ano sua 15ª edição, o Cine PE sofreu com as fortes chuvas que castigaram Recife durante a semana. O público, que costuma lotar a sala de 2.300 lugares, não chegou a encher algumas sessões --não por falta de interesse, mas pela dificuldade de acesso ao Cine Teatro Guararapes, em Olinda. Com os engarrafamentos, levou-se até duas horas para percorrer os 13 quilômetros entre a Praia da Boa Viagem e o cinema.
 
Confira os vencedores:
 

LONGAS-METRAGENS

Melhor Filme:Estamos Juntos, de Toni Venturi

Direção: Toni Venturi (Estamos Juntos)

Ator: Caco Ciocler (Família Vende Tudo)

Atriz: Leandra Leal (Estamos Juntos) e Marisol Ribeiro (Família Vende Tudo)

Atriz Coadjuvante: Ana Miranda (Vamos Fazer um Brinde)

Ator Coadjuvante: Robson Nunes (Família Vende Tudo)

Roteiro: Hilton Lacerda (Estamos Juntos)

Fotografia: Lula Carvalho (Estamos Juntos)

Montagem: Marcio Hashimoto (Estamos Juntos)

Trilha Sonora: Arrigo Barnabé (Família Vende Tudo)

Direção de Arte:Alain Fresnot e Fábio Goldfard (Família Vende Tudo)

Prêmio Especial do Júri Oficial: JMB, o Famigerado, de Luci Alcantara

Melhor Filme/Júri Popular: JMB, o Famigerado

Prêmio da Crítica: Estamos Juntos

Troféu Gilberto Freyre: Vamos Fazer um Brinde


CURTAS-METRAGENS 35 mm

Melhor Filme: Tempestade, de Cesar Cabral (SP)

Direção: Daniel Turini, por Fábula das Três Avós (SP)

Ator: Henrique Ponzi, de Café Aurora (PE)

Atriz: Haydil Linhares, de Náufragos (SP)

Roteiro: Daniel Turini, de Fábula das Três Avós (SP)

Fotografia: Alziro Barbosa, de Tempestade (SP)

Montagem: Marcius Barbieri, de Braxília (DF)

Edição de Som:Fernando Henna, de Fábula das Três Avós (SP)

Trilha Sonora: Dado Villa-Lobos, de Braxília (DF)

Direção de Arte: Daniel Bruson, de Tempestade (SP)

Prêmio do Júri Popular: Braxilia (DF), de Danyella Proença

Prêmio da Crítica: Calma Monga, Calma! (PE), de Petrônio de Lorena

Prêmio Especial do Júri Oficial: Janela Molhada (PE), de Marcos Enrique Lopes

Prêmio Aquisição do Canal Brasil, no valor de R$ 15 mil: Mens Sana In Corpore Sano (PE), de Juliano Dornelles


CURTAS-METRAGENS DIGITAIS

Melhor Filme: Flash (SP)

Direção: Alison Zago, por Flash (SP)

Roteiro: Samir Machado, de Traz Outro Amigo Também (RS)     

Montagem:Rodrigo John, de Céu, Inferno e Outras Partes do Corpo (RS)

Prêmio Especial do Júri Oficial: A Casa da Vó Neyde, de Caio Cavenchini (SP)

Júri Popular:Vou Estraçaiá (PE), de Tiago Leitão

Prêmio da Crítica: Ovos de Dinossauro na Sala de Estar, de Rafael Urban e Henrique Ribeiro (PR)

Menções honrosas: Vou Estraçaiá (PE),de Thiago Leitão, e Ovos de Dinossauro na Sala de Estar (PR),de Rafael Urban e Henrique Ribeiro