15/11/2011 - 06h00

Diretor de "Juventude Transviada" é homenageado no CCBB

Da Redação
  • Cena de "Juventude Transviada", de Nicholas Ray

    Cena de "Juventude Transviada", de Nicholas Ray

Para comemorar o centenário do diretor Nicholas Ray, de "Juventude Transviada" (1955) e de "Johnny Guitar" (1954) os CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil) realizarão mostra com seus filmes a partir dos dias 15 de novembro no Rio de Janeiro e 16/11, em São Paulo.

A viúva do diretor, Susan Ray, estará na mostra, que terá exibição de uma versão inédita na América do Sul de “We Can´t go Home Again”, remontado e exibido apenas nos festivais de Veneza e Nova Iorque. "É um filme experimental, difícil e visionário que tem uma importância particular hoje em dia. Não posso dizer com honestidade qual seria sua última visão do filme. Nem sei se ele sabia. Ele era como Penélope no seu tear: decidia de uma maneira durante o dia e à noite punha essa ideia de lado", conta Susan.

Numa época em que surgiam artistas que se tornariam ídolos de gerações, como Marlon Brando e Elvis Presley, Nicholas Ray revolucionou o cinema norte-americano: na figura do protagonista, dá vida a personagens rebeldes. Um dos marcos foi “Juventude Transviada”, estrelado por James Dean. Outro destaque foi o filme "Amarga Esperança",  que para o cineasta francês François Truffaut teria sido a melhor obra de Ray, produzida por John Houseman.

Veja a programação completa da mostra no site do CCBB.