06/01/2012 - 19h23

Autoridades dos EUA investigam filme de Kathryn Bigelow sobre Osama Bin Laden

Do UOL, em São Paulo
  •  Kathryn Bigelow recebe o Oscar de melhor direção por "Guerra ao Terror" (07/03/2010)

    Kathryn Bigelow recebe o Oscar de melhor direção por "Guerra ao Terror" (07/03/2010)

Autoridades dos Estados Unidos iniciaram uma investigação para descobrir se a diretora Kathryn Bigelow e o roteirista Mark Boal receberam informações confidenciais durante a pesquisa para o novo filme da dupla, sobre a caçada a Osama Bin Laden. O anúncio foi feito por Patricia A. Brannin, inspetora-geral de inteligência e programas especiais dos Estados Unidos.

As suspeitas foram levantadas por Pete King, político de Nova York, após ler um artigo na New York Times em que o colunista Maureen Dowd sugeria que Bigelow e Boal "acesso de nível superior à missão mais confidencial da história"

"Os vazamentos que se seguiram à bem sucedida missão Bin Laden levaram à prisão de paquistaneses e colocaram em perigo os heróis da missão e suas famílias", diz um comunicado escrito por Pete King e divulgado pelo jornal Los Angeles Times.

Quando King levantou suas suspeitas, em agosto do ano passado, o porta-voz da Casa Branca Jay Carney disse que as acusações eram "ridículas" e que "não discutiam informações confidenciais".

A Sony, companhia responsável pelo filme, ainda não se manifestou. "Kill Bin Laden" traz Joel Edgerton e Jason Clarke como integrantes da equipe de operações especiais da Marinha norte-americana que tenta capturar Osama Bin Laden. O longa deve estrear em dezembro.