Tropa de Elite 2, de José Padilha, mostra o combate ao tráfico de drogas e às milícias no Rio de Janeiro

Tropa de Elite 2, de José Padilha, mostra o combate ao tráfico de drogas e às milícias no Rio de Janeiro

18/01/2012 - 16h08

"Tropa de Elite 2" está fora da corrida pelo Oscar

O longa "Tropa de Elite 2", de José Padilha, está fora da corrida pelo Oscar 2012. A lista com os nove filmes em língua estrangeira que seguem na disputa foi anunciada pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood na tarde desta quarta-feira (18). Ao todo, 63 longas haviam sido classificados para análise na etapa anterior.

Entre as produções internacionais escolhidas, destaca-se "A Separação", do diretor iraniano Asghar Farhadi, eleita vencedora do Globo de Ouro de melhor filme de língua estrangeira no último domingo (15). "A Separação" estreia no Brasil na próxima sexta-feira (20). Outro concorrente importante é o documentário "Pina", do alemão Wim Wenders, sobre a trajetória da coreógrafa Pina Bausch (1940 -2009).

Trailer de "Tropa de Elite 2"

Seleção

Em setembro de 2011, "Tropa de Elite 2" foi escolhido como candidato nacional a uma indicação na categoria de melhor filme estrangeiro no Oscar 2012. Nesta pré-seleção, quinze filmes brasileiros estavam inscritos, entre eles "Assalto ao Banco Central", "Bruna Surfistinha", "Malu de Bicicleta" e "VIPS".

Na época, Ana Paula Dourado Santana, presidente da Associação Brasileira de Cinematografia, justificou a escolha: "Foi analisada a qualidade de todos os filmes. Mas 'Tropa de Elite 2' teve mais vantagens técnicas. A importância dessa indicação é para lançar o filme como produto de expressão cultural. ‘Tropa de Elite’ é excepcional. Mas ele não funcionou lá fora. Vamos ver como a sequência será recebida.”

Atualmente, o diretor José Padilha trabalha numa nova versão do longa de ação "RoboCop"

Confira a lista dos filmes que ainda concorrem:

"Bullhead" - Michael R. Roskam (Bélgica)
"Monsieur Lazhar" - Philippe Falardeau (Canadá)
"Superclásico" - Ole Christian Madsen (Dinamarca)
"Pina" - Wim Wenders (Alemanha)
"A Separação" - Asghar Farhadi (Irã)
"Footnote" - Joseph Cedar (Israel)
"Omar Killed Me" - Roschdy Zem (Morocco)
"In Darkness" - Agnieszka Holland (Polônia)
"Warriors of the Rainbow: Seediq Bale" - Wei Te-sheng (Taiwan)