28/01/2012 - 07h00

"Millennium", "Drive"... Entenda a diferença entre os filmes e livros que lhes deram origem

Estefani Medeiros
Do UOL, em São Paulo
  • As versões cinematográficas de "Millenium: Os Homens que não Amavam As Mulheres" e "Precisamos Falar com Kevin" e as capas dos livros "A Resposta", "Drive" e "Os Descendentes"

    As versões cinematográficas de "Millenium: Os Homens que não Amavam As Mulheres" e "Precisamos Falar com Kevin" e as capas dos livros "A Resposta", "Drive" e "Os Descendentes"

Quem nunca ouviu a crítica de que o livro é sempre melhor que sua adaptação cinematográfica, deixe o primeiro comentário. Os argumentos atacam desde as mudanças nos personagens e economia da trama até a maneira com que a história acaba. 

Baseada nas estreias de filmes das próximas semanas, inspirados em livros recém-publicados no Brasil, a reportagem mostra algumas diferenças, semelhanças e curiosidades nas adaptações de "Histórias Cruzadas", "Drive", "Os Homens Que Não Amavam as Mulheres", "Os Descendentes" e "Precisamos Falar Sobre Kevin".

No primeiro livro da saga "Millennium", por exemplo, o protagonista Mikael Blomkvist é um mulherengo que mantém um caso com a editora da revista em que trabalha, Erika, com consentimento e apoio do seu marido. Na versão produzida por David Fincher para o cinema, não fica claro que o esposo saiba do caso.  

Veja outras curiosidades das adaptações abaixo: 

FILMES X LIVROS (o texto contém spoilers*)

NA LITERATURA NO CINEMA
"A Resposta" foi escrito por Kathryn Stockett
  • No livro, Skeeter pergunta sobre o sumiço da empregada primeiro para a mãe e no outro dia para o pai. Eles dizem não saber o que aconteceu com a doméstica 
"Histórias Cruzadas" foi dirigido por Tate Taylor
  • No filme, a personagem Skeeter confronta a família sobre o sumiço da empregada durante um jantar. Na ocasião, todos dizem que ela se demitiu

"Drive", foi escrito por James Sallis

  • No livro, o foco é no personagem central, um dublê chamado apenas de "Piloto".
  • O livro conta histórias da infância do personagem.
"Drive", foi dirigido por Nicolas Winding Refn
  • Os personagens secundários ganham mais destaque no cinema, algo que geralmente acontece tratando-se de adaptações.
  • A infância do Piloto (Ryan Gosling) não é apresentada.
"Os Homens que Não Amavam as Mulheres"', é o primeiro da saga "Millenium", de Stieg Larsson
  • O protagonista Mikael é mulherengo. Em uma das passagens, quando investiga um desaparecimento, o jornalista dorme com uma das suspeitas
  • No livro, o caso de Mikael com sua editora é conhecido pelo marido da jornalista, que inclusive aprova o affair. 
"Os Homens que Não Amavam as Mulheres", tem versão americana de David Fincher
  • Mikael é mais comportado. O roteirista Steve Zaillian justificou em entrevista ao "Guardian" que "o público feminino é importante para Hollywood neste momento". Por isso, não queriam valorizar os "affairs"
  • Na versão produzida por David Fincher, não fica claro que o marido (que quase não aparece) saiba do caso. 

"Os Descendentes" é uma obra do escritor havaiano Kaui Hart Hemmings

  • O livro traz mais detalhes sobre a herança do pai de família Matthew (papel de George Clooney) e sua história no Havaí. 

"Os Descendentes", é uma versão dirigida por Alexander Payne

  • "O filme corta parte da história", diz crítico do "Washington Post", que apesar de citar o tópico, acredita que as diferenças são quase "irrelevantes".
"Precisamos Falar Sobre Kevin" é do escritor Lionel Shriver
  • O livro é escrito usando cartas de Eva, mãe de Kevin, um adolescente problemático que é preso depois de um ataque na escola. As lembranças de Eva se misturam nas cartas e a história parece ganhar mais de um narrador.
"Precisamos Falar Sobre Kevin", foi adaptado pela irlandesa Lynne Ramsey
  • No filme, as cartas não são usadas como base de narrativa. O filme vai direto aos fatos e não tem Eva como narradora específica