O ator Robert Pattinson em cena do filme "Bel Ami", baseado na obra de Guy de Maupassant

O ator Robert Pattinson em cena do filme "Bel Ami", baseado na obra de Guy de Maupassant

17/02/2012 - 12h17

Galã Robert Pattinson, agora careca, vira mau caráter em "Bel Ami"

Alessandro Giannini
Do UOL, em Berlim (Alemanha)

Exibido na tarde desta sexta (17) no Festival de Berlim como parte da mostra Berlinale Special, "Bel Ami" trouxe à capital alemã o ator inglês Robert Pattinson, mais conhecido como o vampiro Edward da saga Crepúsculo. No filme, Pattinson faz o papel de Georges DuRoy, um jovem ambicioso que na Paris do fim do século 19 usa sua lábia e poder de sedução para ascender na sociedade e abandonar de vez a pobreza. O personagem foi criado originalmente por Guy de Maupassant, cujo romance de mesmo nome serve de base para a produção.

  • Pattinson explicou em Berlim que seu cabelo raspado é para facilitar na hora de correr

Dirigido pelos ingleses Declan Donnellan e Nick Ormerod, "Bel Ami" não é apenas um conto moral sobre a sociedade francesa do fim do século 19 e seus alpinistas e predadors sociais. Há também na trama um subtexto político, que mostra como os jornais da época financiavam governos corruptos para se beneficiar.

"É sobre um jornal corrupto que apóia um governo corrupto, que invade um pais árabe por causa de suas riquezas minerais", respondeu Donnellan na entrevista coletiva que se seguiu à primeira sessão do filme para a imprensa. "Quase não tem nada a ver com o que acontece hoje na relação entre politica e imprensa. Basta ver como evoluiu o escândalo das escutas."

Pattinson apareceu na entrevista de cabelo quase rapado, barba por fazer e uma jaqueta de couro. O ator sentou-se entre duas companheiras de elenco, Christina Ricci, que interpreta Clotilde, uma de suas amantes, e Holliday Graigner, a jovem filha do empregador de Georges.

Em uma das primeiras perguntas, Pattinson e Ricci foram confrontados sobre o clima entre ambos nas cenas em que havia nudez envolvida. "Ah, claro, havia muita intimidade", ironizou a atriz. "Dezenas de técnicos olhando e um cenário sem teto foram perfeitos para nós." E o ator completou: "Definitivamente, não foi um clima muito romântico."

O ator não fugiu das óbvias perguntas sobre a saga Crepúsculo, cuja última parte, "Amanhecer: Parte 2", será lançada ainda este ano. Em resposta ao UOL, ele disse que nem sempre é ruim fazer parte de grandes produções. "Além disso, nem todos os filmes que fazemos podem se tornar grandes sucessos", disse ele. " Fiz um filme com [David] Cronenberg, que não sabemos se vai emplacar ou não. Se virar, muito melhor."

Pattinson também disse que pensaria na ideia de retornar à saga Crepúsculo se Stephenie Meyer escrevesse uma continuação e o convidasse para voltar ao papel de Edward. "Eu só não sei se teria passado da idade de interpretá-lo", ponderou. "Mas aperendi muito fazendo 'Crepúsculo' e acho que seria muito legal se ela escrevesse algo e me convidasse para voltar ao papel no cinema."

Sobre o corte novo, que nada tem a ver com novos projetos, ele hesitou antes de responder: "Eu corro e o meu cabelo começou a incomodar, então resolvi cortá-lo."