13/04/2012 - 11h44

Edição de 2012 do Festival de Cinema de Paulínia é cancelada; atores e diretores comentam

A edição de 2012 do Festival de Cinema de Paulínia, no interior de São Paulo, foi suspensa, segundo anunciou o prefeito da cidade, José Pavan Junior (PSB), para que a Prefeitura invista mais na área social. Segundo Pavan, as medidas foram necessárias para a economia do município. Cerca de R$ 10 milhões que seriam investidos no evento agora serão direcionados para trabalhos como construção de novas escolas, casas, saúde e nos programas do meio ambiente. Este ano o festival estava previsto para acontecer entre os dias 21 e 28 de junho.

“Foi uma decisão muito difícil, mas tivemos que priorizar o trabalho social que vem sendo realizado na cidade. Suspender não significa acabar”, disse o prefeito, em comunicado divulgado nesta sexta-feira (13) pela prefeitura da cidade.

Pavan disse ainda que Paulínia continuará a apoiar e investir em  longas e curtas produzidos no Polo Cinematográfico, Festival de Dança, Concertos, Peças de Teatro e na Formação e Capacitação dos 1200 alunos que frequentam o Espaço Cultura.

Em 2011, o festival chegou à sua 4ª edição. O evento firmava-se como um dos mais importantes no Brasil, pois com sua premiação - até o ano passado inigualada por outro festival - conseguiu atrair algumas das produções nacionais mais aguardadas do ano. No total, o evento deu R$ 800 mil em prêmios, sendo que só para o melhor filme foram destinados R$ 250 mil. O júri foi presidido por Sérgio Rezende (de "Salve Geral", 2009) e o filme vencedor foi "Febre do Rato", de Claudio Assis.

Repercussão entre atores e diretores
A diretora Laís Bodanzky, de "Bicho de Sete Cabeças", comentou a decisão em seu Twitter. "Festival de Cinema de Paulínia é cancelado pela prefeitura. Fiquei chocada com a notícia. Qdo a cultura vai ser respeitada no Brasil?", escreveu.

No ar como Nilo de "Avenida Brasil", o ator José de Abreu disse, também pelo Twitter, que o cancelamento é "terrível, muito ruim". Responsável por dar vida a Marina Silva nos cinemas, a atriz Lucy Ramos também comentou o assunto em seu perfil no microblog. "Pessima noticia para o cinema!".