Chris Hemsworth, Kristen Stewart e o diretor Rupert Sanders durante as filmagens de "Branca de Neve e o Caçador"

Chris Hemsworth, Kristen Stewart e o diretor Rupert Sanders durante as filmagens de "Branca de Neve e o Caçador"

30/05/2012 - 07h00

Ator de "Thor" conta que levou soco de Kristen Stewart nas filmagens de "Branca de Neve"

Mariane Morisawa
Do UOL, em Brighton (Inglaterra)

Chris Hemsworth anda rindo à toa. "Relax" como quase todo australiano, o ator saboreia o sucesso de “Os Vingadores” enquanto apresenta outras facetas em “Branca de Neve e o Caçador”, estreia desta sexta-feira (1), em que interpreta o personagem masculino do título. Na versão do conto de fadas dirigido pelo estreante Rupert Sanders, o Caçador é um homem traumatizado, que acaba se aliando à batalhadora Branca de Neve (Kristen Stewart) na luta contra a rainha Ravenna (Charlize Theron), aquela do “espelho, espelho meu”. O UOL conversou com o ator um dia antes da chegada de sua primeira filha com a atriz espanhola Elsa Pataky, India. Bem-humorado, Hemsworth falou de bebida, sujeira, Kristen Stewart e da rivalidade com o irmão, Liam Hemsworth, um dos protagonistas de “Jogos Vorazes”.

UOL - Quando você leu o roteiro, ficou preocupado de que fosse parecido com “Thor”?
Chris Hemsworth -
No começo, não tinha interesse no projeto. Parecia muito com “Thor”. Mas percebi que, embora haja essa escala épica, o personagem e a história eram bem diferentes. Amei o roteiro, adorei a visão de Rupert, ele me mostrou um teaser de quatro minutos que rodou em 24 horas. Parecia que tinha levado meses e milhões de dólares para rodar. Pensei: se ele pode fazer isso com essa quantidade de tempo e dinheiro, imagine o que pode fazer com uma programação e orçamento definidos. Como ele vem da publicidade, poderia ser só sobre o visual, mas ele entende muito de história, escreveu ele mesmo o roteiro, é mais educado e preparado do que eu pensei em princípio.

UOL - Tanto o Caçador quanto Thor bebem muito...
Hemsworth -
(risos) Sim, eles bebem. Eu ia dizer que não, mas sim, eles bebem. Acho que um é mais feliz que o outro. O Caçador é uma alma perdida, ele bebe depois de um trauma que está tentando fazer desaparecer. Enquanto Thor é um viking alegre e festeiro.

UOL - Achei seu Caçador um pouco sujo.
Hemsworth -
Eles me borrifavam com lama e terra. No final, quando entrei no set, todo limpo, falaram: “Jesus, você parece um garoto de 12 anos!” (risos) Thor era tão limpinho, gostei de ser sujo e bagunçado.

UOL - Como eram os figurinos de couro?
Hemsworth -
Em algumas cenas, choveu o dia inteiro, fiquei ensopado, congelado, com aquela roupa de couro.

UOL - Como foi sua relação com a Kristen Stewart no set?
Hemsworth -
Foi incrível, tirando quando ela me deu um soco na cara. É uma história verdadeira. Foi bem doloroso. Ela queria continuar, mas eu estava fora. Foi um soco e tanto. Fora isso, foi fantástico. Ela sabe muito bem para onde seu personagem deve ir, tem opiniões apaixonadas sobre isso. Você não quer alguém que não se compromete com uma visão e quer estar seguro.

TRAILER DE "BRANCA DE NEVE E O CAÇADOR"

UOL - Você soa escocês no filme.
Hemsworth -
Sim, sim. Todos estavam fazendo um sotaque inglês, era o que o Thor tinha, não queria a mesma coisa. E o sotaque escocês tem uma música, uma coisa da terra, pode ser bem sujo e duro, mas também leve e bem-humorado. Parecia certo. Quando começamos a brincar com isso, tudo se encaixou. E parecia algo estrangeiro a tudo o que estava acontecendo, o que é bem o personagem.

UOL - Por que os contos de fada estão de volta aos cinemas?
Hemsworth -
Acho que é algo familiar. Financeiramente, para os estúdios é melhor ter algo de menos risco, e todos conhecem os contos de fada. Eles sobreviveram tanto tempo... Está mais difícil levar as pessoas para o cinema. Então você precisa ter no cinema algo que só pode haver no cinema, com uma história épica.

UOL - Ela fica quieta no canto?
Hemsworth -
Não. Nós nos divertimos bastante nos intervalos, o elenco inteiro, na verdade, especialmente quando os anões estavam lá, foi hilário. Apesar de ser um filme grande, parecia uma produção independente, com toda essa gente em locações obscuras, viajando por aí. Foi uma das filmagens mais exaustivas, mas também recompensadoras.

UOL - Você toparia um segundo filme?
Hemsworth -
Sim, se acontecer. Claro, tenho de gostar do roteiro, como gostava deste. 

UOL - Você sempre tem de ganhar muita massa muscular para esses filmes. Alguma vez pensa: não quero mais fazer isso?
Hemsworth -
Rodei "Os Vingadores" e depois "Branca de Neve". E aí fui fazer "Rush", o filme de Fórmula 1. Tive de perder quase 14 quilos desde "Os Vingadores" e para "Rush" perdi mais quase 7. É muito difícil perder. Tive mais sintomas de gravidez do que minha mulher. Fiquei com fome, temperamental, cansado. Treinando o tempo todo, correndo o tempo todo e comendo menos. Provavelmente não era a melhor pessoa para se estar ao redor. Ela não mudou, eu mudei. Eu sofri os efeitos da gravidez psicológica (risos).

UOL - Você é muito jovem para conhecer o piloto de Fórmula 1 James Hunt. Você sabia algo dele antes de aparecer "Rush"?
Hemsworth -
Eu não sabia nada, conhecia um pouco de Niki Lauda. Tive de mergulhar nas biografias e nos livros. Mas, filmando em Londres, logo descobri quão popular ele era. Então tem sido incrível. Ele é um grande personagem. Niki era mais analítico, calculava os riscos, tanto dentro quanto fora das pistas. James tinha uma coisa mais animalesca, cheio de adrenalina e um pouco descuidado às vezes, mas extremamente talentoso. Fora das pistas, ele se soltava, ia beber, festejar, enquanto Niki ia para a cama, praticava e pensava. Ter os dois lutando pelo campeonato foi algo que aconteceu, não foi ficção.

UOL - O que espera de "Red Dawn"?
Hemsworth -
É difícil de dizer, porque rodei isso há cinco anos, como "Cabin in the Woods". E ambos ficaram na prateleira por causa de problemas da MGM. É bem engraçado, próximo do original, mas avança nos relacionamentos dos personagens. É um grupo de garotos se juntando para lutar contra um inimigo em comum.

UOL - Fica preocupado com o filme ter sido feito quando você era um ator menos famoso do que agora?
Hemsworth -
Muito. Eu olho coisas que fiz duas semanas atrás e tenho arrepios, acho que deveria ter feito diferente. Imagine algo de cinco anos atrás... Eu estava brincando que "Cabin in the Woods" é como Benjamin Button: gente, ele está ficando mais e mais jovem! (risos) Como faz isso? (risos)

UOL - Seu irmão Liam ficou chateado com a bilheteria de "Os Vingadores", que bateu "Jogos Vorazes"?
Hemsworth -
(risos) Durante as entrevistas sobre o filme, me perguntavam: “Vocês são competitivos, fizeram apostas?”. E eu não queria dizer nada, porque "Jogos Vorazes" tinha ido tão bem, não sabia se a gente conseguiria chegar perto daqueles números. Mas agora posso ligar e dizer: “Hahá, sim, conseguimos!”. Nós somos competitivos da melhor maneira, como são os irmãos. Estamos felizes de trabalhar. Temos aqueles momentos de coçar a cabeça e pensar sobre o fato de nós estarmos cruzando o mundo com esses filmes enormes. Nós nos sentimos muito sortudos.