30/05/2012 - 12h01

Atraso de "G.I. Joe: Retaliation" para 2013 pode ser estratégia para evitar fracasso na bilheteria

  • Channing Tatum em cartaz do filme "G.I. Joe: Retaliação"

    Channing Tatum em cartaz do filme "G.I. Joe: Retaliação"

Não é somente a conversão para 3D que está atrasando “G.I. Joe: Retaliation” para março de 2013. De acordo com informação publicada por um colunista do site Deadline nesta quarta-feira (30), o longa tenta enfrentar as concorridas bilheterias americanas refilmando e reformulando algumas cenas na pós-produção.

Um dos motivos que fizeram o filme passar pela reestruturação é a morte do personagem do ator Channing Tatum, que interpreta o militar Duke. Quando o primeiro filme foi lançado, “A Origem da Cobra”, em 2009, Tatum ainda não era um ator em evidência, o que mudou com os lançamentos recentes de seus filmes “The Vow” e “21 Jump Street”. Matar Tatum afetaria um dos pontos altos da trama: sua relação com Roadblock, papel de Dwayne Johnson. 

O colunista também especula que os estúdios da Paramount estão tomando essas medidas para evitar que o filme seja um fracasso na bilheteria. Já a Paramount argumenta que a transformação para 3D pode ajudar o longa no mercado internacional, já que a China e o Japão estão investindo em cinemas que atendam a tecnologia.

Em “Retaliation”, os "Joes" decidem se reunir após parte de sua equipe ser assassinada por um agente da organização Cobra. Paralelamente, os Estados Unidos descumprem um acordo relacionado a ogivas nucleares e dão início a um conflito internacional. Dirigido por Jon M. Chu, o longa também traz no elenco Ray Stevenson e Bruce Willis.