11/06/2012 - 18h07

"Vamos encarar aranhas e morcegos de frente", diz produtor da comédia "E aí, Comeu?"

Estefani Medeiros
Do UOL, em São Paulo
  • O ator Bruno Mazzeo durante a coletiva de imprensa do filme "E aí, comeu?" no Hotel Caesar Park Business, em São Paulo (11/6/12)

    O ator Bruno Mazzeo durante a coletiva de imprensa do filme "E aí, comeu?" no Hotel Caesar Park Business, em São Paulo (11/6/12)

História sobre papo de boteco com título cafajeste “E aí, Comeu?”, comédia romântica produzida por Bruno Mazzeo e dirigida por Felipe Joffily, estreia no dia 22 de junho brigando com grandes produções hollywoodianas. “Vamos encarar aranhas e morcegos de frente”, disse o produtor Augusto Casé em entrevista para a imprensa realizada nesta segunda-feira (11), em São Paulo.

Estreando no início da temporada de férias, "E Aí, Comeu?" terá como concorrentes filmes como "Sombras da Noite", de Tim Burton, e grandes produções, como “O Espetacular Homem-Aranha” e “Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge”. Além dos longas de super-heróis, “Era do Gelo 4” também disputa público com o filme. O produtor argumenta a favor da produção usando o sucesso de bilheteria de “Cilada.com”, que foi vista por cerca de três milhões de espectadores, mesmo com a exibição de “Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2”. "É um modelo de comédia que veio pra ficar", complementa Mazzeo. 

Adaptação do texto de Marcelo Rubens Paiva, "E Aí, Comeu?" foi assistida por Mazzeo ainda em sua versão no teatro. "A peça foi montada nos anos 1990, fui ver na época e pirei. Anos depois, Emilio [Orciollo Neto] e eu no Carnaval de Salvador, recém-separados, tínhamos terminado casamentos e nos vimos tendo que se adaptar ao mundo de solteiro, que estávamos desacostumados. Aí pensamos em remontar a peça, mas o Emilio deu a ideia de fazermos o filme", explica. 

Quanto à polêmica que o título pode gerar, Mazzeo argumenta que o termo usado é comum e "faz parte do contexto". "Tem certas coisas que a gente tem que parar de ficar em cima do muro. A gente queria deixar a mulher espiar pela fechadura o que a gente fala em uma mesa de bar. Não é machista, é apenas verdadeiro", comenta. 

Quanto a homenagem ao pai, Chico Anysio, que morreu em março deste ano, Mazzeo explica que o filme relembra parte da vida amorosa do humorista. "No fim do filme, o Casé quis fazer uma homenagem a ele, já que não pude ter meu pai em nenhum dos três filmes que participei da produção, sempre por problemas de saúde dele. A gente quis fazer algo que tivesse a ver com um filme orgânico e a ligação que encontramos foi dele já ter vivido tantas experiências amorosas, tantos casamentos, tantos filhos", justifica. 

Com cerca de um ano de produção e orçamento de R$ 5,5 milhões, "E Aí, Comeu?" tem no elenco Marcos Palmeira, Emilio Orciollo Neto, Dira Paes, Tainá Müller, Laura Neiva, Juliana Schalch e participações especiais de Seu Jorge e Murilo Benício. Ele conta a história de três amigos que passam por diferentes momentos amorosos: um recém solteiro (papel de Mazzeo), um casado em crise (Marcos Palmeira) e um apaixonado por uma garota de programa (Emilio Orciollo Neto). 

ASSISTA AO TRAILER DE "E AÍ, COMEU?"