O ator Julio Andrade interpreta o cantor Gonzaguinha na cinebiografia de Luiz Gonzaga, "Gonzaga - De pai para filho", dirigido por Breno Silveira (2012)

O ator Julio Andrade interpreta o cantor Gonzaguinha na cinebiografia de Luiz Gonzaga, "Gonzaga - De pai para filho", dirigido por Breno Silveira (2012)

17/06/2012 - 11h29

Ator que viveu o mordomo Arthurzinho em "Passione" interpreta Gonzaguinha no cinema

O ator Julio Andrade, que viveu Arthurzinho, o fiel e refinado mordomo de Maitê Proença na novela "Passione" (2010), interpretará o cantor Gonzaguinha na cinebiografia de Luiz Gonzaga, "Gonzaga – De Pai para Filho", com lançamento previsto para outubro.

Andrade, de 35 anos, nasceu em Porto Alegre (RS)  é gaúcho e sempre gostou muito de ouvir Gonzaguinha. Ele também vai cantar no longa. Aliás, esta não é a primeira vez que ele interpreta um músico. Em 1997, ele foi o Raul Seixas no programa "Por Toda Minha Vida", da Rede Globo.

  • Divulgação

    Júlio Andrade como mordomo Arthurzinho em "Passione" (2010)

Apesar de ser seu personagem mais popular ser o mordomo da novela, Julio Andrade já atuou em mais de 30 filmes e protagonizou o alternativo "Cão Sem Dono", do diretor Beto Brant.

Gonzaga – De Pai para Filho
O filme, dirigido por Breno Silveira, narra a vida do sanfoneiro pernambucano através do olhar de Gonzaguinha, filho adotivo de Gonzagão e que tinha uma complicada relação com o pai.

Silveira, que também dirigiu a cinebiografia "2 Filhos de Francisco", contou ao site da Globofilmes que a ideia de rodar "Gonzagão" apareceu quando ele recebeu fitas cassetes gravadas pelo Gonzaguinha, em que ele entrevista o pai.

Gonzaguinha foi criado por seus padrinhos no Morro do São Carlos, no Rio de Janeiro, desde os dois anos de idade, quando a ex-mulher de Gonzagão morreu. A madrasta de Gonzaguinha não aceitava o garoto.

Pai e filho só deram trégua numa relação turbulenta em 1980, quando viajaram juntos pelo Brasil e Gonzaguinha compõs algumas músicas para o pai.

Gonzagão morreu em 1989, aos 76 anos, vítima de parada cardiorrespiratória, e Gonzaguinha morreu em 1991, com 45 anos, ao sofrer um acidente de automóvel em uma estrada no Paraná.