Edward Norton posa para fotógrafos em hotel da zona sul do Rio (19/6/12)

Edward Norton posa para fotógrafos em hotel da zona sul do Rio (19/6/12)

19/06/2012 - 16h29

Fã de "Tropa de Elite", Edward Norton diz que gostaria de trabalhar com José Padilha

Renato Damião
Do UOL, no Rio

No Rio de Janeiro para cumprir agenda na Rio+20, o ator americano Edward Norton disse que admira os filmes de José Padilha. Ao falar a um grupo de jornalistas do qual o UOL fez parte, Norton revelou que é fã do documentário "Ônibus 174" e de "Tropa de Elite 2". Mas afastou rumores de que faria uma participação em "Robocop", dirigido pelo brasileiro. "Gosto muito dos filmes dele, adoraria trabalhar com ele algum dia", contou.

Embaixador da Organização das Nações Unidas (ONU) para assuntos relacionados à biodiversidade, Norton aproveitou a passagem pelo Rio para divulgar "O Legado Bourne", que estreia em agosto. No novo filme da franquia Bourne, dirigido por Tony Gilroy, Edward interpreta o coronel Byer, diretor de uma agência obscura intitulada NRAG. 

Norton disse que o que o motivou a fazer parte do longa foi "a complexidade do personagem". "Tony [Gilroy]  fez um filme no qual os personagens são em tons de cinza, seria simplista dizer que existe um vilão e um mocinho. O Byer pode fazer coisas que consideramos más, mas ele tem razões inteligentes para agir daquela maneira", ponderou Norton que não precisou fazer nenhum tipo de trabalho corporal específico para viver o vilão.

"Só precisei deixar os cabelos grisalhos e usei gravatas por mais de 12 horas, coisa que faço raramente", explicou ele dando risadas.

Coerência

  • AgNews

A trama de "O Legado Bourne" gira em torno de Aaron Cross (Jeremy Rener), assassino treinado pelo mesmo programa que treinou Jason Bourne (Matt Damon). Aaron conta com a ajuda de Marta (Rachel Weisz) uma cientista do governo, para fugir de Byer (Norton).

Com exclusividade o UOL assistiu algumas cenas do longa. Em uma delas, Aaron precisa se esconder em uma floresta de um avião comandado por Byer que o persegue. Explosões e tiroteios marcam a sequência. A adrenalina também é mantida na cena onde o agente secreto foge de policiais pilotando uma moto.

"Tony [Gilroy] pediu que eu não falasse muito sobre o filme, mas acho que 'O Legado' é muito coerente com todos os outros filmes, encaro como uma continuação. A história contém os mesmos elementos que os fãs da série gostam", garantiu.

Ingdagado como foi trabalhar com Tony Gilroy, Norton foi só elogios: "Tony é inteligentíssimo, muito organizado, um diretor que tem uma visão clara e nítida do que quer".

Essa não é a primeira vez que Norton esteve no Rio, em 2007 ele rodou cenas de "O Incrível Hulk" na cidade. "Eu fico dentro de quartos de hotel, não conheço muitos lugares da cidade. Há cinco anos filmamos em uma favela e foi fascinante, eu adorei passear de carro pelos bairros", relembrou.

Para 2013, Norton pensa em voltar ao set como diretor, há 10 anos ele dirigiu o longa "Tenha Fé". "Já tenho um roteiro pronto, acho que final do ano que vem vou dirigir. Penso em atuar no filme também", contou.

Até o final da semana ele participará de conferências paralelas à Rio + 20 e será anfitrião de uma premiação. "Há mais de dois anos sou embaixador da ONU para assuntos de biodiversidade. Meu trabalho é encontrar estratégias de comunicação ao redor desse conceito de proteção de biodiversidade", explicou.

Veja o trailer de "O Legado Bourne"