27/06/2012 - 07h00

Com Heloísa Perissé no elenco, diretor de "O Diário de Tati" tem "sensação boa" para estreia

Mário Barra
Do UOL, em São Paulo
  • Heloísa Perissé, no papel de "Tati", acompanhada pelas amigas da personagem

    Heloísa Perissé, no papel de "Tati", acompanhada pelas amigas da personagem

Seis anos após as gravações, o filme "O Diário de Tati", com as aventuras da adolescente encarnada pela atriz Heloísa Perissé, finalmente chegará aos cinemas brasileiros no dia 24 de agosto de 2012. Até lá, o diretor Mauro Farias precisará esperar para saber como a produção será recebida, mas a sua aposta inicial é de sucesso.

"Tenho uma boa sensação sobre o filme, não vejo porque dar errado", conta o cineasta em entrevista ao UOL. "A gente tem certa expectativa de dar certo especialmente por já ter funcionado na televisão."

Na trama (veja abaixo o trailer do filme, exclusivo no UOL), a adolescente Tati se depara com uma série de situações típicas de sua idade: esconder a nota vermelha dos pais, tentar se aproximar do galã do colégio, engolir a seco quando a rival o beija antes dela e desvendar o amor em um amigo improvável.

Como as aflições dos jovens parecem ser as mesmas desde 2006, o diretor não teme que a demora no lançamento do longa possa afetar a recepção do público. " O filme passa longe dessa questão de época, não tem nada que você vá ver ali que seja ultrapassado, datado", afirma.

Farias somente lamenta o fato do nome de Tati poder ter perdido um pouco a força após seis anos. "Na época, a personagem era muito conhecida, quente. Temi que ela pudesse ficar um pouquinho esquecida agora."

"A ideia começou como uma caricatura", afirma o diretor, lembrando de como Heloísa extraiu os trejeitos de Tati em conversas com sua enteada. "Mas no filme a gente mistura as questões reais típicas de uma adolescente como as transformações, a sexualidade, os pactos sociais."

  • Estevam Avellar / Divulgação

    O diretor Mauro Farias durante as filmagens do filme "O Diário de Tati" em 2006

Criada inicialmente para o teatro, a personagem de Heloísa Perissé ganhou fama no quadro "Fantástico", da TV Globo. Após o lançamento de um livro homônimo, o filme "O Diário de Tati" mostra o desafio de Farias para adaptar as histórias da garota com dificuldades em matemática às telas do cinema. Além de Perissé, o elenco ainda conta com os atores Marcelo Adnet e Marcos Caruso.

Percalços
Segundo Farias, o atraso no lançamento do longa ocorreu por conta da burocracia atual no cinema brasileiro. "Os projetos estão sujeitos a isso. Deixou de haver uma coordenação central para a coisa", explica. A produção ainda teve problemas com os estúdios Universal e Paramount e com os financiamentos estatais, já que somente a Eletrobrás apoiou o projeto. "Tudo isso atrasou o filme, alguns longas acabam sofrendo mesmo com isso."

Farias ainda comentou sobre um possível o preconceito de estatais patrocinadoras quanto às produções da Globo Filmes, tidas como comerciais. "Acho que isso ainda existe, mas vai de acordo com a cabeça do crítico que assessora a empresa", afirma.

Para o diretor, a abordagem da produção é inocente, voltada para um público adolescente e para as fãs de Tati. " O personagem é muito carismático, é uma brincadeira bem sucedida. Nos cinemas, essas propostas costumam vencer", diz.