UOL Entretenimento Cinema
 
24/08/2005 - 12h54

Governanta diz que roubou mulher de Robert De Niro porque ela era "má"

NOVA YORK, 24 ago (AFP) - A governanta acusada de roubar celebridades para as quais trabalhava em Nova York disse que seu alvo era a mulher do ator Robert De Niro porque ela era "má".

Segundo documentos policiais divulgados nesta semana, Lucyna Turyk-Wawrynowicz, de 35 anos, admitiu ter roubado jóias e roupas de Grace Hightower, mulher de De Niro, bem como da atriz Candice Bergen.

"Se ela (Hightower) tivesse me tratado melhor, com mais respeito, possivelmente não o teria feito", disse Lucyna à polícia.

Ela "é má", acrescentou. "Se De Niro soubesse quão mal ela trata as crianças, a deixaria", disse.

Turyk-Wawrynowicz é acusada de ter roubado de Hightower um par de pingentes de diamantes no valor de US$ 95 mil e um casaco de US$ 1.000 de Bergen.

A empregada doméstica disse que não havia roubado nada de outra de suas patroas, a atriz Isabella Rossellini, "porque ela me tratava bem", explicou.

A polícia deteve Turyk-Wawrynowicz em meados de junho, depois de revistar sua casa e recuperar algumas das peças roubadas.

Compartilhe:

    Siga UOL Cinema

    Sites e Revistas

    Arquivo

    Hospedagem: UOL Host