UOL Entretenimento Cinema
 
22/05/2010 - 18h08

Cannes aproxima-se da decisão entre dramas e filmes de guerra

CANNES, França, 22 Mai 2010 (AFP) -Cannes aproxima-se da etapa final para anunciar a entrega da Palma de Ouro ao cineasta vitorioso, em meio a uma safra de dramas e filmes de guerra, após um festival de 12 dias obscurecido pelo mau tempo e pelas cinzas expelidas pelo vulcão islandês.

O diretor de "Alice no país das maravilhas", Tim Burton, e seu júri concederão a Palma de Ouro no domingo a um dos 19 filmes apresentados por diretores como o britânico Mike Leigh, o iraniano Abbas Kiarostami, o mexicano Alejandro Gonzales Iñarritu, o russo Nikita Mikhalkov, entre outros famosos.

A Palma é o lado sério do festival, que gosta de misturar um estilo intelectual com o brilho de Hollywood - e que neste ano foi inaugurado com a première do filme "Robin Hood", de Ridley Scott, e a sequência "Wall Street", de Oliver Stone.

O Palácio de Festivais viu estrelas como Russel Crowe, Naomi Watts, Juliette Binoche e Michael Douglas desfilando por seu tapete vermelho, enquanto os hotéis luxuosos de Cannes abrigaram incontáveis festas para ricos e famosos.

Mas a chuva e as tardes frias, assim como perturbações de viagem pelo vulcão islandês, fizeram com que a 63ª edição do festival de 12 dias fosse certamente mais obscurecida que o comum.

E críticos afirmam que o Festival de Cannes de 2010 não deve ser visto como um ano de qualidade.

"Mas é ainda o principal festival do mundo, mesmo que não seja o seu melhor ano", afirmou Xan Brooks, um crítico do jornal The Guardian, que aponta Leigh e o diretor francês Xavier Beauvois como favoritos para a Palma de Ouro.

O filme de Leigh, "Another Year", parece pouco dramático no papel: um ano na vida de um casal feliz, interpretado por Jim Broadbent e Ruth Sheen.

Mas Leigh insistiu durante sua viagem a Cannes que os pequenos dramas familiares representam a descoberta da fascinação em pessoas chamadas de "comuns" ou que têm vidas "chatas".

O diretor britânico encara uma forte competição de seu compatriota Ken Loach com o filme "Route Irish", um drama sobre o Iraque que mostra o obscuro mundo dos seguranças particulares no país.

A guerra foi um tema recorrente no festival desse ano, com Sean Penn e Watts estrelando "Fair Game", a história real de uma agente da CIA traída pela administração Bush e filmada pelo diretor de "A identidade Bourne", Doug Liman.

Siga UOL Cinema

Sites e Revistas

Arquivo

Hospedagem: UOL Host